Covid-19 em Santarém está em fase de desaceleração, revela Folha de SP
Casos de covid-19 em Santarém estão em fase de desaceleração. Foto: Ádrio Denner

A pandemia da covid-19 em Santarém, no oeste do Pará, está atualmente em fase de desaceleração, considerando-se os casos da doença registrados nos últimos 30 dias e monitorados pelo jornal Folha de S. Paulo, um dos mais importantes do país.

A informação foi divulgada nesta sexta-feira (17).

‘Em um mês, o ritmo de contágio da Covid-19 diminuiu consideravelmente em 103 das 324 cidades brasileiras com mais de 100 mil habitantes — ou 32% delas. Em outras 193 (60%), porém, os novos casos continuam crescendo em ritmo acelerado”, releva a reportagem.

 

Leia a íntegra neste link (assinantes).

São 5 as fases em que se encontra uma cidade, considerando-se os casos analisados da doença nos últimos 30 dias: inicial, acelerado, platô, desacelerado e reduzida.

“Quando o número de novos casos cai ao longo do tempo de maneira considerável, tem-se a fase de desaceleração. Essa é a etapa atual do Amapá (único entre os estados) e em 31 cidades, como Cascavel (PR), Santarém (PA), Parintins (AM) e Rio de Janeiro”, diz a reportagem.

De acordo com o boletim epidemiológico divulgado nesta quinta-feira (16) à noite (21h) pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), Santarém chegou a 5.429 infectados pelo novo coronavírus.

Desse total, 81% (4.339) foram recuperados e 296 (5%) morreram.

Se os números da doença em Santarém continuarem desacelerando, o município deve ingressar na etapa “reduzida”, caracterizada pelos “poucos casos novos (ou nenhum), levando em consideração o histórico da epidemia naquele lugar”, explica o jornal paulista, um dos mais influentes do país.

“A análise da Folha levou em conta apenas municípios com 100 mil habitantes ou mais, que em geral têm dados mais consolidados e estáveis sobre a doença do que as cidades menores”.

LEIA também: Covid-19 provoca a morte do professor aposentado e ex-vereador Raimundo Navarro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *