Reajuste salarial abaixo da inflação desagrada servidores do TJ do Pará, Fórim de Santarém

Servidores do Judiciário em frente ao prédio do poder em Santarém

Analistas e auxiliares judiciários e oficiais de justiça estão insatisfeitos com a proposta apresentada pela direção do TJ (Tribunal de Justiça) do Pará, nas negociações sobre reajuste salarial.

A categoria, através do Sindju (Sindicato dos Funcionários do Judiciário) e Sindojus (Sindicato dos Oficiais de Justiça) tenta um reajuste de acordo com a inflação do ano passado, com índice em torno de 4%.

O TJ, no entanto, acena com apenas 2,89%, abaixo da inflação, sob a alegação de crise financeira.

Hoje pela manhã, os servidores do Fórum de Santarém fizeram um protesto pacífico na frente do prédio, e deram “cartão vermelho” para a proposta do Judiciário paraense.

Em Belém, o Sindju realizou uma assembleia pela manhã, para analisar a proposta.

O movimento, por enquanto, dialoga com a direção do TJ, mas há um descontentamento geral das categorias de servidores, que estão com os salários defasados há anos.

Na próxima semana deve haver nova tentativa de negociação com a direção do TJ.

Leia também:
Tribunal de Justiça pune com aposentadoria compulsória e censura 2 juízes do Pará

  • 20
    Shares

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

Um comentário em: Reajuste salarial abaixo da inflação desagrada servidores do TJ do Pará

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *