Boto-vermelho entra para lista dos animais em perigo de extinção, Boto vermelho ou cor de rosa
É caçado para servir como isca

A União Internacional para Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais (IUCN) divulgou a informação de que o boto-vermelho, também conhecido como boto-cor-de-rosa, entrou para a lista vermelha de animais em perigo de extinção. A informação é da Anda (Agência de Notícias de Direitos Animais).

O alerta, segundo a Anda, coloca a espécie, uma das mais importantes da fauna amazônica, a dois passos da extinção.

Vítima da caça, o boto-vermelho, considerado o maior golfinho de água doce do mundo, é morto por caçadores para ser usado como isca na pesca da piracatinga. Ele também sofre com a captura acidental por redes de pesca.

O tucuxi ou golfinho-da-amazônia também está ameaçado. Na lista, ele consta como “dados insuficientes”.

Pesquisas do Laboratório de Mamíferos Aquáticos do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa/MCTIC), representado por pesquisadores brasileiros e estrangeiros, são usados pela IUCN para a classificação dos golfinhos.

TUCUXI

O projeto Boto do Inpa existe há 25 anos e a espécie investigada vive na Reserva de Desenvolvimento Sustentável do Mamirauá.

“Desde 2000 as pesquisas nos mostram que a população de botos naquela região vem reduzindo drasticamente a cada década. A preocupação maior é a velocidade que esta espécie está sendo retirada da natureza, se isso acontece no entorno de uma reserva protegida, modelo na Amazônia, imagine em uma área sem proteção”, alerta a pesquisadora Vera da Silva, coordenadora do projeto.

Além da caça, que ameaça não só o boto-vermelho mas também o tucuxi, a poluição dos rios por substâncias como o mercúrio também prejudica a sobrevivência dessas espécies. Após uma revisão ser feita, o tucuxi deve ser incluído, até março de 2019, na categoria de ameaça.

De acordo com a bióloga, a classificação “em perigo de extinção” deve servir de alerta para que ações sejam executadas para garantir a preservação das espécies.

Leia também:
Ibama nega em definitivo licença para exploração de petróleo na foz do Amazonas

  • 111
    Shares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *