PF mira pecuaristas em operação de combate ao desmatamento em Altamira

Publicado em por em Altamira, Amazônia

PF mira pecuaristas em operação de combate ao desmatamento em Altamira
A operação da PF foi batizada de Guardiões do Bioma. Foto: Reprodução/PF

A Polícia Federal (PF) deflagrou neste sábado (21) mais uma missão de combate ao desmatamento na região amazônica, no interior da Terra Indígena (TI) de Cachoeira Seca, com fiscalização no âmbito da operação Guardiões do Bioma.

A operação foi realizada em conjunto com o Ministério Público Federal, Ibama, Força Nacional, Polícia Rodoviária Federal e a Adepará (Agência de Defesa Agropecuária do Pará).

O Ibama, no início da semana, realizou a autuação administrativa com aplicação de multa de R$ 2,110 milhões e a apreensão de cerca de 1000 animais (bovinos avaliados em mais de 5 milhões de reais), devido à ocupação, desmatamento, impedimento de regeneração natural e exploração econômica ilegal de cerca de 500 hectares de terras indígenas desmatadas recentemente (2018) na TI Cachoeira Seca.

A Justiça Federal expediu mandados de busca e apreensão na residência dos principais envolvidos pelos ilícitos, que foi cumprido pela delegacia da Polícia Federal em Altamira.

A TI Cachoeira Seca, com área de 733 mil hectares, abrange 3 municípios do Pará – Altamira, Placas e Uruará – e é habitada pelo povo Arara. Ela foi homologada pelo governo federal em abril de 2016.

Com informações da PF e redação do JC

  • JC também está no Telegram. Siga-nos e leia notícias, veja vídeos e muito mais.


Publicado por:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.