Look Vídeo: Netflix que segue, nostalgia que fica, por Larissa Mileó, Look Vídeos

Fachada na Look Vídeos, na travessa Sete de Setembro, em Santarém

por Larissa Miléo (*)

É o fim de mais um ciclo, mas não de uma história. No último Sábado (31/03), a Look Vídeos se despede e fecha suas portas.

Afinal, essa evolução constante do mundo fez com que não quiséssemos mais nos deslocar das nossas casas para alugar um filme. Já estamos na era de que é mais fácil pegar o celular, tablet ou simplesmente ligar a tv e assistir à famigerada Netflix, com seus milhares de títulos e sem disputar o filme com ninguém.

O que essas novas gerações, a partir de agora, não saberão é a emoção e a ansiedade de esperar a semana inteira para locar um filme.

A expectativa tremenda de chegar à Look Vídeo, cumprimentar os simpáticos proprietários e funcionários, brincar com os peixes no aquário, pedir sugestões sobre os lançamentos e até desesperar-se quando o último “exemplar” tivesse sido alugado e todos os outros estivessem indisponíveis.

Ah, realmente agora não saberão o que foi passar a infância e adolescência em um lugar que, de tão acolhedor, parecia a extensão de nossas próprias casas, onde éramos tratados não como clientes, mas como se fôssemos todos uma grande família.

Isso sem contar que era gostosa a experiência de passar horas explorando cada prateleira, cada título para, no fim, acabarmos optando por um clássico.

Era impagável a sensação de chegar em casa fervoroso para assistir, e depois devolvê-lo para que outras pessoas pudessem ter o mesmo prazer e satisfação.

Sem dúvidas, o lugar mais completo, e o verdadeiro paraíso para os cinéfilos. Agora, portanto, todos os elogios serão voltados ao lugar que marcou gerações, onde crescemos junto e acompanhamos todas as transformações da locadora.

O voraz mundo moderno e a ânsia pela facilidade estão nos obrigando a nos despedir de onde guardamos boas recordações.

Gostaria que fosse um até logo, pois o peso do adeus é grande quando se trata de anos de sentimentos de satisfação vividos em meio às prateleiras das diversas seções da Look Vídeo.

Agora nos resta o saudosismo e os nossos mais profundos agradecimentos por marcarem nossas vidas de um modo tão singelo. A história da locadora será um filme inesquecível nas nossas memórias.

Lokk Videos

Funcionários e proprietários da Look Vídeos, fechada no último sábado

– – – – – – – – – – – – – – – – – – – – –

* É analista de Mídias Sociais e sócia-diretora da agência Zero Nove 3.

Leia também de Larissa Miléo:
Uma reflexão muito além da Perfuga.

  • 54
    Shares

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

6 Comentários em: Look Vídeo: Netflix que segue, nostalgia que fica, por Larissa Miléo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • João Andrade disse:

    As futuras gerações sentirão na pele a mesma saudade que outrora tivemos com as fitas VHS. Quando criança, achava o máximo ver tais fitas. Na adolescência, via nos CD’s a possibilidade de rever os filmes extraordinários milhares de vezes em um mesmo final de semana. Incrível! Agora, jovem adulto, vejo a história se repetir. Mais que um lugar, mais que filmes, são histórias que só quem viu e viveu pode contar. A transição de um tempo, aparentemente, parece não doer, mas deixa marcas que só sentiremos mais tarde. A praticidade e a comodidade reinam em tempos modernos, fazendo de momentos incríveis apenas mais uns de tantos.
    No entanto, para quem tanto contribuiu com o entretenimento e a cultura de centenas de vidas, ficará o carinho eterno emitido nos abraços, sorrisos e atenção evidenciados no compromisso diário de proporcionar experiências únicas, assim foi a Look Vídeo. Talvez um “Muito Obrigado!” seja pouco, mas é o agradecimento sincero de quem um dia foi tocado pela alegria de cada um de vocês.

  • Auriane Pimentel disse:

    Lendo esse texto me veio a memória lembranças maravilhosas de boa parte de minha vida, principalmente a adolescencia, quando ir alugar filmes na look era um programa semanal. Era extamente como.o texto descreve, brincávamos no aquário, horas tentando escolher um filme e pensnado agora, acho poucos lugares fui tão bem tratada por funcionários, nos faziam sentir como se fossemos da familia. Sempre que passar pela frente irei me lembrar de bons momentos

  • João Paulo disse:

    A modernidade tem seus valores e princípios, que vai do luxo à comodidade. Certamente o descer das portas da loja acumula saudosismos e sonhos, tão logo marca gerações que passam de um portal a outro (passado e presente [ou será futuro?]). A nostalgia do VHS e do DVD será a saudade da NetFlix lá à frente! O que ainda vem por aí? Que sentimento terei daqui há 20 anos? Meu Deus!, eu cresci, e já sou adulto, minha geração viu transições. Guardar as memórias, aproveitar o dia do hoje é criar identidade! Para isso servem os museus. Deixo a dica Look Vídeo! Santarém respirou sua cenas, correu para as promoções e, agora, chora pelo Oscar do dever cumprido. Parabéns pela aposentadoria (que Temer não vai tirar), que seus filhos e netos lembrem de vocês por meio do texto dessa escritora (Larissa Miléo) que adoçou a saudade e bateu o martelo para a sua importância cultural na cidade!

  • Mayara Pereira disse:

    Tenho 31 anos e frequentava a look desde dos 10 anos de idade. Lá conheci meu marido, o Douglas, que foi um dos poucos funcionários q ficou até o fim!! Eu vou guardar a look pra sempre no meu coração.

  • Raimundo Morais disse:

    É o preço que se paga em vivermos numa era informatizada. Tudo on line. Muitos outros segmento estão fechando suas portas por este motivo. Lembram da Kodak? Quem revela filmes para guardar de recordações aquelas lindas fotos. Assim como a Kodak, muitos estão ficando para trás. Estamos vivendo um novo tempo. Vida que segue!

  • Raimundo Morais disse:

    É o preço que se paga em vivermos numa era informatizada. Tudo on line. Muitos outros segmento estão fechando suas portas por este motivo. Lembram da Kodak? Quem revela filmes para guardar de recordações aquelas lindas fotos. Assim como a Kodak, muitos estão ficando para trás. Estamos vivendo um novo tempo. Vida que segue!