Publicado em por em Artigos

“Os profissionais que não se encaixam nesse perfil estão sendo deixados para trás”

Representação comercial na construção civil: novo modelo e o ludismo
O modus operandi na representação comercial mudou. Foto: Reprodução

O mercado de representação comercial, de modo específico no segmento de material de construção civil, sofreu uma transformação. O antigo modelo, arcaico, obsoleto e ultrapassado, perde a cada dia espaço para um novo.

— LEIA: Santarém abre licitação de R$ 2,7 milhões para implantar 10 microssistemas de água.

Hoje, as indústrias do setor estão valorizando a pulverização, ou seja, uma marca passa a ter não um único representante num determinado mercado, mas vários.

Resultado: os profissionais que não se encaixam nesse perfil estão sendo deixados para trás, perdendo clientes e espaço, como já é possível constatar, inclusive, em Santarém (PA) e cidades no entorno.

O trabalho que antes era centralizado por um único representante na cidade, e às vezes até em toda região ou estado, virou modus operandi do passado. O cliente tornou-se foco central das indústrias, que podem escolher agora por quem quer ser atendido.

Ao abraçar esse novo modelo, as fábricas do setor conseguem não só impulsionar as vendas como alcançar novos mercados.

Sem conseguir enxergar essa nova realidade, representantes comerciais com o pé no passado reagem à chegada dos novos, usando subterfúgios como intimidação, calúnia, fofocas, entre outras armas inúteis contra a mudança.

Comportamento similar ao ludismo, movimento de trabalhadores que se uniram e revoltaram-se contra as máquinas no princípio da Revolução Industrial na Inglaterra.

Em vão. O mercado mudou.

<strong>Jeso Carneiro</strong>
Jeso Carneiro

Repórter, é editor-chefe do portal JC.


Publicado por:

2 Comentários em Representação comercial na construção civil: novo modelo e o ludismo

  • Prezado Blogueiro, essa nova estampa de marketing das grandes industrias é a verdade. A sociedade muda, os gostos mudam, as prioridades mudam, os modelos mudam. Antes essas mudanças eram lentas, hoje tem uma velocidade assustadora que deixam para trás os atolados em suas zonas de conforto. Até na política, que antes era teleguiada pelas grandes mídias e hoje são as redes sociais que pulverizam as informações deixando a ver navios o velho “modus operandi” da velha política das grandes mídias . Na representação comercial não seria diferente, não só produtos relacionados a construção, mas em todos os seguimentos estão de cara nova sim. Mas tem aqueles que não aceitam, que não se acostumam com essa nova modalidade de expansão de negócios das grandes industrias, assim como tem aqueles que não se acostumam a viver sem o modus operandi da velha política da corrupção. Avante Brasil, o caminho para o crescimento é esse e o sucesso de todos é a estrada da modernidade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.