Pastor é preso em flagrante por estelionato contra fieis da Assembleia de Deus

Publicado em por em Belém, Segurança Pública

Pastor é preso em flagrante por estelionato contra fieis da Assembleia de Deus
Pastor Enoque Ferreira, da AD, bairro do Guamá. Foto: Reprodução/PCPA

Um pastor de uma igreja evangélica de Belém (PA), identificado como Enoque Samuel Lopes Ferreira, 54 anos, foi preso em flagrante na segunda-feira (20), acusado de prática de crime de estelionato qualificado.

O acusado atua como pastor auxiliar da Assembleia de Deus, no bairro do Guamá, e pedia empréstimos aos membros da igreja, justificando que o dinheiro seria destinado a causas beneficentes.

Uma vítima chegou a entregar R$ 120 mil em espécie ao pastor. No dia de receber o empréstimo de volta, o pastor repassou cheques sem fundo como pagamento.

Na segunda (20), Enoque Ferreira solicitou mais R$ 30 mil emprestado aos membros da igreja, mesmo sem ter pago os valores anteriores às vítimas.

Um dos frequentadores da igreja denunciou o crime de estelionato à polícia. Equipes da Polícia Civil do Pará iniciaram os procedimentos para localizar o pastor, que foi preso em flagrante e encaminhado a 1ª Seccional Urbana da Sacramenta.

O JC apurou que Enoque Ferreira é presidente da Secretaria da Família da Assembleia de Deus, no Guamá. O templo tem como pastor presidente Joel Osório.

Estelionato qualificado

O crime de estelionato qualificado é quando há emprego de meio fraudulento pelo agente, induzindo ou mantendo a vítima em erro, a fim de obter vantagem patrimonial ilícita, em prejuízo de entidade de direito público. A pena é maior um terço do estelionato comum, cuja pena é de 1 a 5 anos de prisão.

  • JC também está no Telegram. Siga-nos e leia notícias, veja vídeos e muito mais.


Publicado por:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.