Escritor nascido em Monte Alegre assume cadeira 9 da Academia Paraense de Jornalismo
Océlio Morais é juiz federal do trabalho e agora novo imortal da Academia Paraense de Jornalismo. Foto Reprodução

Com a produção de 12 livros individuais e cerca de 15 outros em parcerias, o escritor e cronista Océlio de Jesus Carneiro Morais foi empossado nesta sexta (8) na cadeira perpétua nº 8, da Academia Paraense de Jornalismo, em sessão solene presidida pelo acadêmico Evanildo Ferreira Alves,  no auditório do Tribunal Regional Eleitoral, em Belém. 

LEIA AINDA: Líder do movimento negro no Brasil dá palestra em Santarém nesta 6ª.

Océlio de Morais, que também é presidente-idealizador-fundador da Academia Brasileira de Direito da Seguridade Social, foi eleito no dia 26 de agosto com 31 votos dos 33 acadêmicos perpétuos votantes.  Substitui o acadêmico Gengis Freire, falecido em 2019, em Belém.

Desde a fundação da Academia Paraense de Letras, em 3 de maio de 1900, Océlio de Morais é o 6º acadêmico a ocupar a cadeira perpétua, mas sendo o primeiro montealegrense a ser eleito à máxima Casa da Literatura paraense. 

PhD em direitos humanos pelo Ius Gentium Conimbrigae da Faculdade de Direito de Coimbra e  doutor em Direito da Previdência Social pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, o novo imortal classificou, em seu discurso de posse,  que as quatro liberdades (de pensamento, de expressão, de informação e de comunicação) são a rainha da condição humana, sem as quais inexistirá a evolução do conhecimento.

CONFIRA: Nobel da Paz vai para 2 jornalistas por esforços contra fake news e liberdade de expressão.

“Sou servo das letras libertárias como condição de um humanismo filosófico holístico”, disse o imortal no discurso, para acrescentar:   “Nasci para ser servo das letras que lutam em defesa dos direitos da sociedade”.

Océlio de Morais É também professor do programa de pós graduação em direitos fundamentais stricto sensu e do curso de graduação em direito da Universidade da Amazônia. 

O cônego Ronaldo Menezes fez o discurso de saudação ao novo imortal, que também é membro perpétuo da Academia Paraense de Letras Jurídicas. 

O escritor Océlio em seu discurso de posse nesta sexta-feira em Belém. Foto: Reprodução

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

2 Comentários em: Escritor nascido em Monte Alegre assume cadeira 8 da Academia Paraense de Jornalismo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Georgete Pinon disse:

    Estou feliz em saber q temos Montealegrense sentado nesta cadeira tão importante. Nasci em Monte-Alegre, ms hje sou Professora em Macapá. Parabéns Dr. Ocelio pelo seu mérito.

    1. Océlio de Morais disse:

      Gratidão, minha conterrânea.
      Saudações.