Inelegível, ficha suja vira Chefe de Gabinete do novo prefeito de Monte Alegre
Jean, o inelegível: candidatura barrada pela Ficha Limpa

por Jeso Carneiro (*)

O inelegível Jean Carlos Vasconcelos, 49 anos, acaba de ser redimido pelo eleito e empossado (dia 1º) prefeito de Monte Alegre (PA), Matheus Almeida (MDB): ganhou o cargo de Chefe de Gabinete do novo gestor.

Não era o que Jean sonhava quando sua candidatura a prefeito pelo PTB foi lançada no ano passado – e barrada ainda no nascedouro pela Justiça Eleitoral, com base na Lei da Ficha Limpa.

 

A Chefia de Gabinete, porém, ajudou a suavizar os tons opacos que a biografia do ex-vereador adquiriu quando a Justiça tirou-lhe da disputa com vistoso e impactante cartão vermelho.

Terá, em tese, 4 anos pela frente para colorir politicamente sua ficha e voltar a sonhar, com o pé no chão e limpo, com o cargo de prefeito – desde que, é claro, não atropele os objetivos de reeleição de Matheus Almeida.

O preço da redenção: R$ 6.124,00 – pagamento mensal para quem comanda o Gabinete do Prefeito, que tem status de secretário.

Decreto de nomeação do inelegível Jean Vasconcelos


— * Jeso Carneiro é jornalista e editor do Blog do Jeso, que em 2021 completa 16 anoss de existência.

LEIA também: Prefeito derrotado paga R$ 35 mil de gratificação para secretário no último dia de mandato

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *