Câmara de Óbidos paga R$ 10 mil a advogado por parecer 'meia boca' contra o TCM
O cheque de R$ 10 mil pago ao advogado Marjean Monte (destaque)

por Jeso Carneiro (*)

Custou R$ 10 mil o parecer meia boca que o o vereador Chico Barbado (MDB) apresentou na Comissão de Economia e Finanças da Câmara de Óbidos, para contrapor ao parecer favorável do TCM (Tribunal de Contas dos Municípios) à aprovação das contas de 2005 do ex-prefeito Jaime Silva (MDB).

O meia boca foi confeccionado pelo advogado Marjean Monte, envolvido em caso de corrupção (improbidade administrativa), junto com o prefeito Chico Alfaia, com ação ajuizada pelo Ministério Público do Pará.

O pagamento foi feito em cheque, assinado pelo ex-presidente da Câmara Nivaldo Aquino, morto no início deste ano.

 

O parecer meia boca era pra derrubar o do TCM, feito por técnicos com expertise em auditoria, e tornar inelegível Jaime Silva na eleição deste ano — estratégia articulada por Alfaia e que fracassou.

Conclusão: dinheiro público jogado fora e usado para interesses escusos e inconfessáveis. A cópia do cheque obtida pelo blog no Portal da Transparência da Câmara.


— * É repórter e editor do Blog do Jeso

— LEIA também sobre esse caso: Câmara impõe nova derrota a Chico Alfaia ao aprovar contas de 2005 de ex-prefeito

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *