Justiça cassa direitos políticos de 2 ex-prefeitos por participação na máfia das ambulâncias
Argemiro e Gonzaga: ex-prefeitos condenados pela Justiça Federal. Foto: Divulgação

Dois ex-prefeitos de Oriximiná (PA) tiveram os seus direitos políticos cassados por sentença da Justiça Federal, em ação de improbidade administrativa ajuizada pelo MPF (Ministério Público Federal). Também forma penalizados com pagamento de multa.

O juiz Domingos Daniel Moutinho, da 1ª Vara de Santarém, foi quem bateu o martelo e condenou Argemiro Picanço Diniz e Luiz Gonzaga Filho às penas de 4 e 5 anos, respectivamente, de inelegibilidade.

 

Darci José Vedoin e Luiz Antônio Vedoin, empresários e igualmente réus na ação, também foram condenados.

Cabe recurso.

A sentença foi proferida há 10 dias. Os 4 réus foram acusados de fraudar licitação de comprar de ambulâncias (unidade móvel de saúde), num esquema que nos anos 2000 ocorreu em várias prefeituras pelo país e ficou conhecido como máfia das ambulâncias ou escândalo dos sanguessugas.

O atual prefeito de Monte Alegre, Jardel Vasconcelos (MDB), também foi condenado pela Justiça Federal em 2018 por participação nesse esquema.

Leia a íntegra da sentença.

“O réu Luiz Gonzaga Viana Filho teve atuação direta e pessoal na viabilização da realização e contrafação de todo esse processo de licitação fictícia, tomando parte em todas as suas fases, desde a celebração do convênio, passando pela pretensa licitação e liquidação das despesas e, ao fim, na prestação de contas a partir de documentos comprovadamente fraudulentos”, detalhou o magistrado sobre um dos condenados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *