Do sarcástico leitor que se assina Nilton Augusto Teixeira, sobre o post Não quer calar, de hoje:

Simples: decreta-se área de importância histórica do patrimônio municip(o)al, desapropria-se (com o devido ágio em favor da Sisa/Buriti).

Cria-se o Museu dos Confederados da Amazônia (MCA). Lira Maia apresenta o projeto no Congresso, consegue verbas no orçamento.

Licitação é vencida por alguma empresa cipoalense, que será fiscalizada pela super-secretaria NGO – Novos Gastos Orçamentários, com rigor…

Na entrada do MCA, fotos das famílias Wanghon (ou Vaughan), Riker, Jennings, Hennington, Pitts, Emmett, Steele, Wallace, Rhome…

Finca-se a bandeira dos Confederados na área e garante-se verbas dos estados do sul dos EUA para a campanha de reeleição de um “legítimo membro das famílias tradicionais americanas”, em 2016…

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

5 Comentários em: Museu dos Confederados na área da Buriti

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *