Publicado em por em consumidor

A fonte pagadora que fornecer o informe com atraso está sujeita à multa

Imposto de Renda: empresas têm até hoje para entregar informe de rendimentos

Empresas, empregadores e instituições financeiras têm até as 23h59 desta segunda (28) para liberar aos contribuintes o informe de rendimentos referente ao ano de 2021. O documento, informa a Folha de S. Paulo, será necessário para preencher a declaração do Imposto de Renda de 2022, que poderá ser enviada a partir da próxima segunda-feira (7). O prazo termina no dia 29 de abril.

— Balanço: Vale lucra 353% a mais que em 2020; ganhos chegam a R$ 121,2 bilhões.

O documento fornecido pela empresa onde o contribuinte trabalhou em 2021 deve conter o detalhamento dos rendimentos do titular e de descontos feitos na fonte no ano passado, como o Imposto de Renda e as contribuições ao INSS, além de valores relativos a planos de saúde e previdência coletivos, que podem ser deduzidos.

Além de enviar aos trabalhadores seus informes de rendimentos, as empresas também têm até esta segunda para enviar à Receita a DIRF (Declaração do Imposto sobre a Renda Retido na Fonte).

O informe de rendimentos também deverá ser entregue por corretoras de valores e bancos em que o contribuinte possui investimentos e aplicações financeiras. Os sites dos bancos fornecem os informes, após o login na conta bancária.

Detalhamento no imposto de renda

Contribuintes que não receberam o informe de rendimentos dentro do prazo devem entrar em contato com o setor de recursos humanos da empresa. Se o documento não foi enviado em nenhum formato, é preciso entrar em contato com a empresa ou instituição responsável pela emissão e solicitar o informe.

Caso a empresa não forneça o comprovante de rendimentos mesmo depois de acionada, o contribuinte deve comunicar o fato à unidade de atendimento da Secretaria Especial da Receita Federal do Brasil, para que a autoridade competente tome as medidas legais que se fizerem necessárias, segundo a Receita.

A fonte pagadora que fornecer o informe de rendimentos com atraso ou com informações incorretas fica sujeita ao pagamento de multa de R$ 41,43 por documento, segundo o órgão.

Mesmo que não tenha recebido o informe, o contribuinte deve detalhar todos os rendimentos tributáveis recebidos em 2021 na declaração do Imposto de Renda. Omissão ou falhas ao informar ganhos recebidos no ano anterior está entre os principais os motivos que levam o contribuinte à malha fina do IR.

Informações sobre salários e descontos podem ser consultadas no holerite mensal. Outra alternativa é solicitar uma cópia dos rendimentos informados pelas fontes pagadoras direto à Receita no e-Cac.

Para acessar o sistema é preciso ter ou gerar um código de acesso, que pode ser solicitado pelos contribuintes que enviaram a declaração nos últimos dois exercícios fiscais, ou possuir nível de segurança ouro ou prata na conta gov.br. 

Desde o dia 25, a Receita limitou o acesso e-Cac via portal gov.br e titulares de contas nível bronze não conseguem mais acessar dados da declaração do Imposto de Renda e da malha fina.

Com informações da FSP


Publicado por:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.