Até agora o Procon/Santarém não recebeu nenhuma reclamação – e por isso não formalizou nenhuma queixa – contra os promotores do show do cantor Rodriguinho, suspenso momento antes de sua realização (sexta-feira, 22), no Comercial Atlético Clube.

Ainda assim, segundo Wagner Murilo, nº 1 em exercício do órgão de defesa do consumidor, declarou ao blog que irá apurar o caso.

A empresa E-net será acionada para prestar esclarecimentos.

Leia também:
Empresa vai devolver dinheiro do show.

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

2 Comentários em: Rodriguinho: nenhum queixa ao Procon

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Wagner Murilo de Castro Colares disse:

    Caro, Jeso.

    Venho, nesse ato, falar em nome do PROCON MUNICIPAL DE SANTARÉM-PA.

    O PROCON, notificou a empresa E-Net, por meio da Carta de Investigação Preliminar nº. 587/2011, solicitando esclarecimentos sobre o ocorrido no evento Show do cantor Rodriguinho e Banda. A empresa respondeu tempestivamente ao orgão e informou que está restituindo os valores do ingresso aos consumidores, mesmo a quem não possua comprovante.

    O ressarcimento está sendo feito na sede da empresa E-NET, preferencialmente até a data de 19/08/2011.

    Quem desejar maiores esclarecimentos, por favor, dirija-se até ao PROCON. (Av. Borges Leal, 2558,Altos, Aparecida, quase esquina com a Barjonas de Miranda).

    Somente duas pessoas protocolizaram reclamação no órgão, todavia, os PROCON’S tem poderes para agirem de ofício.

    Obrigado.

    Wagner Murilo de Castro Colares – Advogado – PROCON

  • Leonel disse:

    Jeso, fiquei sabendo que um dos promotores do evento já foi embora, o primo do dono da E Net . E na verdade como não disponibilizaram os canhotos fca dificil reclamar . Espero que Procon realmente procure as vias para esclarecimentos e cobrar . Tinham cerca de 1000 pessoas no evento . Um alerta ,que os orgãos que autorizam os eventos procurem ver quem realmente esta a frente e libere para quem tenha capacidade de suportar eventuais problemas acontecidos .