Os federais do Pará que votaram contra a urgência do projeto de abuso de autoridade
Éder, Ferrari e Passarinho: contra a urgêrncia

Apenas 3 da bancada de 17 deputados federais do Pará votou contra a urgência da votação do projeto que define as situações em que será configurado crime de abuso de autoridade.

O placar da votação, na tarde de quarta-feira (14), os deputados decidiram, por 342 votos a 83, dar urgência ao PL 7596/2017.

 

A matéria acabou sendo aprovada em votação simbólica à noite do mesmo dia. Segue agora à sanção do presidente Jair Bolsobaro.

Votaram contra a urgência: Júnior Ferrari e Joaquim Passarinho, ambos do PSD, e Éder Mauro (PSL).

“Sou a favor, em parte, do projeto. Votei contra a urgência por entender que a Câmara deveria debater mais a proposta, submetê-la a uma discussão mais qualificada”, explicou Ferrari ao blog.

— LEIA também: Jacareacanga, Terra Santa, Belterra, Alenquer, Óbidos e Placas em 6 notas curtas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *