No Estadão Online:

Ontem, 5, completou 50 anos do dia em que o fotógrafo cubano Alberto Díaz, conhecido como Korda, tirou a famosa fotografia em primeiro plano do argentino Che Guevara, com sua boina de guerrilheiro e o cabelo alvoroçado, uma das imagens mais reproduzidas, veneradas e comercializadas do século XX.

Em 5 de março de 1960, Che, decretado “cubano de nascimento” por seu companheiro de armas Fidel Castro, assistia com outros líderes da revolução recém-nascida ao funeral de quase 100 vítimas do atentado que sofreu na véspera, no porto de Havana, o navio francês La Coubre, carregado de armas.

A imprensa cubana lembra nesta sexta que aquele era um dia cinza e de inverno (a temperatura não passava de 20 graus) e que Korda não havia previsto a importância da imagem captada com sua câmara Laika, a qual, anos depois, percorreria o planeta em capas de livros, cartazes políticos, fachadas de edifícios e camisetas da moda.

O agora ex-presidente Fidel Castro lançou naquele dia pela primeira vez seu também famoso discurso revolucionário “Pátria ou Morte”.

Próximo ao guerrilheiro argentino estavam os intelectuais franceses Jean-Paul Sartre e Simone de Beauvoir, perseguidos por Korda, fotógrafo do jornal Revolución, com o rolo fotográfico a ponto de acabar e uma lente de 90 milímetros.

Segundo narrou Korda posteriormente, Guevara tinha um olhar tão intenso que o pasmou por alguns instantes, mas em seguida conseguiu tirar duas instantâneas, uma vertical e outra horizontal, antes que Che desaparecesse de novo após os personagens da primeira fila.

AQUI, mais informações.

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

8 Comentários em: Foto de Che completa 50 anos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Pm disse:

    Abaixo Che, longe de ser um humanista, Che Guevara aprovou pessoalmente centenas de execuções sumárias pelo tribunal revolucionário de Havana.

  • Maralice disse:

    Somente os possuidores de sonhos são capazes de ultrapassar barreiras de vida e morte!

  • CliChê disse:

    E este ícone do século XX acabou virando Cli – CHÊ.

    1. Francisca Barros disse:

      Definitivamente, Che Guevara jamais será um clichê!!!!
      Talvez seja clichê alguns tolinhos metidos a comunistas usaram sua imagem em suas camisetas sujas e malcheirosas… isso é quase uma profanação…

  • Francisca Barros disse:

    Prof. Everaldo, foi incrível como o sr. conseguiu, em poucas palavras, talvez sem a intenção de fazê-lo, relacionar o socialismo com o cristianismo e Che Guevara com Jesus… Acho que foi até meio inconsciente isso, provavelemente por ser muito intensa sua relação com o guevarismo…
    Ainda bem que não sou mais tão carola…
    Mas a foto é realmente impressionante… Tenho em casa fotos do corpo dele após resgate na Bolívia… são relíquias históricas ou religiosas???
    Esta foto inspira um tipo de sentimento estranho, entre tristeza, dor e paixão. Talvez ela tenha sido a responsável pela mitificação do homem Che Guevara.

    1. Wallace Sousa disse:

      Talvez porque os dois foram revolucionários…

      1. Francisca Barros disse:

        Antonio Conselheiro também foi, Dr. Wallace Carneiro

  • EVERALDO PORTELA disse:

    Meu Jesus!
    Esse é imortal O Che!
    Ele nos amou tanto que jamais será esquecido…
    “A morte é um conceito mil vezes presente, mas a vitória, um mito que somente um revolucionário ousa sonhar!”
    Obrigado pelas verdades que nos ensinou, pelo exemplo de vida libertária e pelas lições que nos deixou!
    Um dia a humanidade, em seu mais alto grau de amadurecimento entenderá que o socialismo autêntico, com liberdade e igualdade de condições para todos, é o único meio de superagão da barbárie na história.
    A desigualdade social na distribuição das riquezas está na origem de todas as guerras e intrigas da humanidade.
    Viva Che!!!