Da professora Sarah Teixeira, pelo contato do blog:

Boa noite (ou bom dia)!

Caro Jeso,

São exatamente 00:23 do dia 7 de setembro e nós, da avenida Adriano Pimentel, que, pra quem não sabe, é a rua que antecede o Museu João Fona, não conseguimos dormir há uns 3 dias! Isso, sem contar todo os finais de semana!

“Pessoas” desprovidas de bom senso colocam um som em volume exorbitante às proximidades do museu e deixam a vizinhança sem conseguir descansar, muito menos dormir! Toda vez que ligamos para o 190, somos informados que isso é função da SEMA [Secretaria Municipal de Meio Ambiente].

Quando perguntamos se a SEMA está aberta esse horário, o policial informa que deveria ter uma pessoa de plantão e então nos passa o número, que é 3529-1001. Ligamos. Sempre a mesma coisa: ninguém atende!

Fica o apelo.

Bom feriado pra você que vai conseguir dormir bem no silêncio do seu lar!

PS.: Caso você publique, nós agradecemos. Eu, minha avó de 80 anos, meu avô de 84 e meu pai passam por uma recuperação cirúrgica.

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

32 Comentários em: Leitora denuncia poluição sonora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Anhangá-açu disse:

    Olá! Não me espantam as atitudes da Polícia Militar. Tome-se, por exemplo, o que presenciei na Praça do Mirante: um bando de jovens, em suas bicicletas, por diversas vezes desciam a escadaria de acesso (José Miguel Lisboa De Mendonça) à orla em uma velocidade absurda e, pior, incontrolável, enquanto um casal de PMs assistia aquilo como se fosse a coisa mais natural para ser feita; não realizando que além dos mesmos estarem infringindo a legislação de trânsito que proíbe o trafego de bicicletas em passeios públicos, os adolescentes poderiam causar danos gravíssimos aos mesmos ou atropelar alguém que eventualmente poderia subir a escadaria. Claro, são PMs, não têm um alto grau de raciocínio, pois se tivessem seriam Policiais Federais.

  • João Paulo disse:

    É muito triste e lamentavel uma situação dessas. Eu ja teria providenciado alguma coisa visto que os orgaos e entidades responsaveis nao fizeram.
    O que eu fico indignado é saber que esses fp nao se tocam e fazem de propósito. Não tem senso e muito mal gosto em ouvir porcarias. De tanto eles ouvirem a cabeça deles devem ter alem de alcool e drogas, muita merda.
    Por isso que eu insisto em não andar na orla de Santarém pois o meu direito de ir e vir e bem estar social passa longe desse local.

  • Tete disse:

    Sara vc tem meu apoio . o negócio é anotar a placa desses marginais , gravar e dá-lhe MP .Manda para o site G 1 , denuncia , porque nesse fim de mundo PM não faz nada , bombeiro também e SEMA idem , não adianta o salário deles tá garantido mesmo, sei de um PM que atordoa seus vizinhos quase todo dia tocando de tudo bem alto , e intimida pq é autoridade .Pior é a lei que proibe venda de bebida alcoólica em posto de gasolina , junta aqules surdos idiotas , um bando de pat vagabunda e dá-lhe som até as 6 da manhã , fora os pegas na Rui Barbosa, Barão … cadê o PTRAN ? Ou então organizar um movimento dos moradores da Adriano Pimentel e fazer piquete em frente o Palácio da Passarinha , vereadores e etc. Boa sorte!

  • Laiane Baima disse:

    Pelo domingo, no momento que faltou luz, pela noite, estava juntamente com a minha familia e um casal de amigos, sentados perto do trevo da calcinha, e realmente o barulho que esses carros dirigidos por IRRESPONSÁVEIS, das quais muitas das vezes são menores de idade, faziam era insurportável, com um detalhe as músicas de péssima qualidade, fazendo apolagia a td que não se presta, fora os palavrões que continham, enfim neste momento NINGUÉM DA SEMA aparece, logo quando surgiu a questão da proibiçao de som alto, havia a fiscalização e o ambiente na orla havia melhorando, mais foi apenas um momento pois há um bom tempo, não vejo NINGUÉM DA SECRETARIA , realizando seu trabalho, fora que além das músicas inadequadas, havia muita bagunça na rua, das quais muitos filhinhos e filhinhas de papai, estavam interdittando a rua.

  • mentirinha disse:

    não se preucupem moradores o PAULÃO,o escroto bom de briga no´cego vai resolver este proplema da poluição ra…ra…é so garganta!ME ENGANA QUE EU GOSTO.

  • tucandeira disse:

    manda esses marginais fazerem isto na frente da minha casa eu resolvo logo sem ,policia sem mp,sema ,me desculpem moradores das proximidades vcs são uns bando de froxo

  • AQUINO disse:

    Infelizmente nossas autoridades ( se é que temos ) , não tomam providência nenhuma com esse tipos de pessoas que atordoam o sono de quem quer ficar em paz .

    Não temos governo municipal , não faz nada ,

  • nivea disse:

    esta turma da rapadura e da buchada de bode são mal educados e não respeitam ninguem mas o que pode se esperar de uma gente dessas

  • vergonha da gente disse:

    basta resaltar que isto e caso de policia já que estes marginaizinho destroem as placas de sinalização as cocadas colocadada as proximidades assim como a jardinagem já que os mesmos jogaram e quebraram .cade o rota 5 porque não denuncia estes marginais porque sera?

  • Tapa disse:

    Votemos todos no 77 para que esse tipo de acontecimento não se repita rotineiramente.
    Abçs,

  • Surrender disse:

    Já que nossas “otoridades” não fazem nada, penso que os moradores poderiam tentar fazer algo como jogar algo fedorento na rua, pra ver se espanta esses folgados endinheirados e drogados. Joguem bosta de cachorro neles.

  • Word Stok disse:

    Isso é coisa de quem usa a droga da cachaça, ouve musica duvidosa, de mal gosto. Se fosse coisa de maconheiro estariam ouvindo rock, jazz, blues, clássico e quem sabe Ópera. E com som numa altura de qualidade. Por isso e outras cositas mais, vamos liberar a maconha.

  • Ei pessoal o Túlio Vieira descobriu um jeito de fazer a policia tomar uma atitude. Túlio não esquece que infelizmente a policia vai atrás de você, pois os baderneiros idiotas, vão continuar a perturbar os moradores das rendondezas da praça.

  • Eduardo disse:

    Caros,

    Até na Mendonça Furtado dá pra escutar essa loucura. Liguem para o plantão da viatura da PM rota do bairro da Prainha que segundo o comando da PM deve atender bem depressa,o numero é 91596411.
    AAAh!!!!. se fosse na Cidade Velha em Belém essa frescura de colocar música avacalhada altas horas da noite acabava em 1 dia.

  • Samuel Lima disse:

    Jeso,

    O que a profa. Sarah Teixeira denuncia é caso de polícia, em qualquer cidade do Brasil. Infelizmente, aqui em Santa Catarina também acontece esse tipo de crime (está tipificado: perturbação da ordem pública, tem horário previsto, quantidade de decíbeis etc., na Lei). Não tem nada a ver, a meu juízo, com SEMA ou qualquer ente da prefeitura. Neste caso, há uma vergonhosa omissão da polícia de Santarém.

    Nas cidades do litoral norte de SC, como Balneário Camboriú e Itapema, há leis municipais rigorosas em vigor (com multas até três salários mínimos) contra esses boys criados sem limite. Ademais, o carro fica retido por algum tempo na primeira infração. As punições são gradativas e tem sido eficazes para segurar os “piti boys”.

    Com a palavra, o comando da polícia militar da cidade. É simples, basta cumprir a lei e parar com a omissão e jogo de “empurra”.

    Saludos,

    Samuca

  • Othon Vinholte disse:

    Apoiado, Sarah!

  • Junior disse:

    Acho um absurdo o descaso da PREFEITURA MUNICIPAL diante desse e outros casos de abuso contra o direito dos outros cidadãos, desde as invasões nas praias de alter do chão, invasões de obras sobre as calçadas, problemas no transito, na saúde, etc……é realmente um ABSURDO a inoperancia e incompentencia desses secretários do governo Maria II.

  • Caro JESO,
    o apelo da SARA, me faz lembrar um episódio dos bons tempos do PATRÃO, uns gaiatos fizeram um auê em frente à sua residencia êle foi lá e jogou todas as caixas de Som n’agua e aì daquele que desse um piu.

  • José Francisco Guimarães Corrêa (Chico Corrêa) disse:

    É lamentável!

    Quando essa parte da orla ficou pronta e bonita, um morador desse perímetro me disse que não iam deixar fazer do local o mesmo que faziam ou fazem na anterior. Ha algum tempo, vejo que o sonho do meu caro morador “foi-se” (rsrsrs).
    Essa questão de poluição sonora é caso sério, não vou perguntar a quem reclamar, mas convidar:
    Vamos fazer alguma coisa.

    Chico Corrêa

  • vote 77 disse:

    ESSES NOVOS RICOS SÃO ENGRAÇADOS!(ROMULO MAIORANA)

  • jorge pereira disse:

    não esquentem pais de terceiro mundo é assim mesmo….

  • PAULO MOTA disse:

    se eu for dizer o que acho disso vcs nunca mais vão me achar.

  • WILIAM RAPADURA disse:

    o pai do secretario da sema não mora as proximidades..então tá!

  • TATIANA MELO disse:

    E O MINISTERIO PUBLICO O QUE TEM A DIZER A RESPEITO DO ASSUNTO?

  • TULIO VIEIRA disse:

    já estou azeitando a minha 20 breve tomarei as minhas providencia a meu modo contra este barulho

  • GABRIELA disse:

    o que o governo sabe bem e´taxar e cobrar impostos quando se precisa de um orgão um fica jogando pro outro suas responsabilidades ai esta a prova.

  • clovis disse:

    engraçado pq eu também já liguei pro 190, para tentar resolver a mesma situação, já que poluição é crime previsto na lei de crimes ambientais, lei nº 9605/98.

    solicitei a intervenção da pm, mas a voz do 190 disse que não era atribução da PM fazer esse tipo de serviço. ora, a função da PM não é garantir a ordem, segurança e o cumprimento da lei?

    e a SEMA, do Marcelo Correa, será que não tem conhecimento dessas práticas constantes?

  • RICARDO MAGALHÃES------BELEM disse:

    ter dinheiro é uma coisa ser educado e´outra coisa esses caras não tem jeito

  • arigo disse:

    isto não e´so caso de poluição e´caso de policia já que as drogas correm solta no local

  • klinger disse:

    Realmente, o que a leitora Sarah publicou e verdade, pena que a fiscalização não é efetiva contra esses abusos cometidos, por pessoas, que colocam sua farra e som alto, acima do sono dos moradores daquele bairro residencial.

  • Fabrício disse:

    Isso é filho de pai desnatura que não se preocupa com o sossego alheio. E parece que ninguém faz nada pra conter esse bando de boyzinhos usuários de drogas, pois pessoas conscientes não fazem isso.

  • Raimundo Aquino disse:

    Marcelo, meu anigo,

    Ajude a combater esses marginais, os seus vizinhos realmente precisam ter seus direitos respeitados, para poder descansar e dormir sossegados. Passo sempre por lá (Adriano Pimentel) e vejo o quanto esses moradores devem sofrer com a irresponsabilidade dessas pessoas.

    Aproveitando a oportunidade, peço colocar uma boa equipe em Alter do Chão para combater esses mesmos “doentes mentais”.