Juiz multa policiais federais que atuaram em ação contra madeira ilegal na região do Arapiuns
Toras de madeira nativa apreendidas na Handroanthus GLO, da Polícia Federal, no oeste do Pará. Foto: Divulgação/Polícia Federal

Em decisão a favor de uma empresa investigada por explorar madeira ilegalmente, um juiz federal de Belém (PA) fixou multa diária de R$ 200 mil para cada policial federal envolvido na ação, informa a Folha de S. Paulo.

Segundo o jornal, o magistrado mandou liberar uma balsa de madeira apreendida [na operação Handroanthus GLO, deflagrada na divisa do Pará com o Amazonas em dezembro de 2020, mais precisamente na região do Arapiuns/Mamuru].

 

O juiz Antonio Carlos Campelo aparecia de férias quando assinou as decisões. Ele derrubou entendimento de seu substituto, que havia mandado o caso de volta para o Amazonas, onde seria o juízo competente.

A assessoria do tribunal informou que o juiz cancelou as férias antes do planejado e o site estava desatualizado.

LEIA também: Ministério Público obtém liminar em ação contra empresa de coleta de lixo em Santarém

O TRF-1 suspendeu, por ora, a decisão de Campelo por entender que a competência do caso é no Amazonas, não no Pará.

Na Polícia Federal, a preocupação é de que outras operações similares sejam anuladas com base nessa, como a que fez a maior apreensão de madeira da história.

Leia a íntegra da decisão do juiz Antônio Carlos Campelo nesta matéria: Veja quais são os policiais federais alvos de multa de R$ 200 mil imposta por juiz do Pará

Nota do editor: Essa reportagem foi atualizada às 07h24 do dia 04/02/2021, com acréscimo do último parágrafo.


📹 Assine o canal do Blog do Jeso no Youtube, e assista a dezenas e dezenas de vídeos.

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

10 Comentários em: Juiz multa policiais federais que atuaram em ação contra madeira ilegal na região do Arapiuns

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *