Justiça libera chefão da Perfuga a ir ao Hemopa doar sangue para menina de 2 anos
Reginaldo Campos, prisão domiciliar. Foto: arquivo BJ

Apontado pelo MPPA (Ministério Público do Pará) como o chefão da Perfuga, o ex-vereador Reginaldo Campos foi autorizado pela Justiça a sair de sua casa, onde cumpre prisão domiciliar, e dirigiu-se à sede do Hemopa em Santarém, para fazer doação de sangue a uma menina de 2 anos.

A autorização foi dada nesta quarta-feira (20) pelo juiz Rômulo Nogueira de Brito, da 2ª Vara Criminal.

 

Reginaldo Campos cumpre prisão domiciliar desde abril de 2019. Ele é apontado como o chefe de vários esquemas criminosos que foram colocados em prática quando presidiu a Câmara de Vereadores, nos anos de 2015 e 2016.

O ex-parlamentar está autorizado a comparecer ao Hemopa, no bairro Aeroporto Velho, “entre os dias 18 e 22 de março”. O Blog do Jeso entende que houve erro no mês, e seria maio, pois a decisão é desta quarta-feira.

A doação de sangue é para uma menor de 2 anos e que se encontra internada no HRBA (Hospital Regional do Baixo Amazonas), “acometida de neoplasia maligna” — câncer.

A família de Ágatha Nicoli Gasparin Lima, segundo da defesa do ex-vereador, feita pela Defensoria Pública do Pará, possui laços afetivos com a família de Reginaldo Campos.

Leia a íntegra da decisão da Justiça:

LEIA também: Da prisão domiciliar, Reginaldo Campos articula campanha do PSC em Santarém

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

2 Comentários em: Justiça libera chefão da Perfuga a ir ao Hemopa doar sangue para menina com câncer

  • Por falar nisso….. qtos da Perfuga estao realmente na cadeia ??

    • Tem alguns delatores, que cumprem prisão em regime semiaberto; há também um fugitivo. Outro é Reginaldo Campos, que cumpre prisão domiciliar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *