Morte de Apolinário: Sandro entra no banco nacional de procurados; audiência será em abril
Sandro Carvalho, foragido de Justiça: autor do tiro de pistola que ocasionou a morte de Apolinário. Foto: Arquivo BJ/Rede social

O nome do autor do tiro de pistola que provocou a morte do artista plástico Manoel Apolinário, no final de 2020, já aparece no banco nacional de foragidos de Justiça.

Sandro Corrêa de Carvalho teve a sua prisão preventiva decretada em janeiro deste ano (dia 11). Como não foi encontrado nos 2 endereços que deu à polícia – em Santarém e Fortaleza -, foi declarado foragido.

 

Na quinta-feira (25), o juiz Gabriel Veloso de Araújo marcou a audiência de instrução e julgamento do caso. Será virtual, com ou sem a presença de Sandro Carvalho, no dia 14 de abril, às 9h.

“Destaco que o acusado como está em lugar incerto e não sabido, apesar de ter constituído advogado, deverá ser intimado por edital desta audiência e na abertura do ato, se mesmo assim não comparecer ser analisado por esse Juízo a decretação da sua revelia”, pontou o magistrado na sua decisão.

Nela, ele impôs novas derrotas à defesa de Sandro Carvalho ao negar a nulidade do laudo pericial, mantendo, pois, a demonstração da morte de Apolinário e de sua causa como válida; e manteve a prisão preventiva do acusado.

Leia a íntegra da decisão:

Audiência de Sandro Lopes: caso Apolinário by Blog do Jeso on Scribd


Os advogados Raimundo Nonato Castro, Meuba Freire e Karina Wiegert é que atuam na defesa de Sandro Carvalho. Eles tentam em Belém (PA), junto ao Tribunal de Justiça, derrubar a prisão preventiva com habeas corpus.

No TJPA, o caso tramita na Seção de Direito Penal. Em decisão liminar (provisória), a prisão foi mantida. A relatoria é da desembargadora Vânia Bittar Cunha.

— Sobre o caso, leia também: Pistola usada para matar Apolinário foi apreendida em maio e devolvida após fiança


📹 Assine o canal do Blog do Jeso no Youtube, e assista a dezenas e dezenas de vídeos.

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

4 Comentários em: Morte de Apolinário: Sandro entra no banco nacional de procurados; audiência será em abril

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Manuel disse:

    Muito estranho essa situação, o cara está foragido em lugar incerto e não sabido, mas tem três advogados fazendo a defesa dele, e aí eles não têm contato com o “cliente”, estão trabalhando sem receber, aí tem.

    1. Ricardo Rodrigues disse:

      Pois é. Um liso com 3 advogados né?

  • Ricardo disse:

    Prisão perpétua ou pena de morte no Brasil tem que ter.

  • Francisco José disse:

    Da maçonaria, protegido por mações…. Procurem em Fortaleza…