STF mantém decisão que permite juízes estaduais ganhar salário de ministro
Prédio sede do Tribunal de Justiça do Pará: juízes com mesmo salário de ministros do STF

Por 9 votos a 1, o Supremo Tribunal Federal (STF) manteve uma decisão de 2007 que permite a juízes estaduais ganhar o mesmo salário de um ministro da Corte, R$ 39,2 mil, o teto do funcionalismo.

De acordo com brasil/stf-juizes-estaduais-podem-ganhar-o-mesmo-salario-dos-ministros/" target="_blank" rel="noreferrer noopener">o site O Antagonista, em 2006, o CNJ (Conselho Nacional de Justiça) havia aprovado uma resolução que limitava o salário nos estados a 90,25% da remuneração de um ministro. No ano seguinte, a norma caiu e agora o STF ratificou a decisão.

 

O pedido de equiparação foi feito por associações de magistrados.

“O caráter unitário da magistratura nacional, determinado pela Constituição de 1988, sujeita todos os magistrados (federais e estaduais, da justiça comum e da justiça especializada) a princípios e normas que devem ser as mesmas para todos, de modo a preservar sua unidade sistêmica”, diz o voto de Gilmar Mendes, relator da ação.

Edson Fachin foi o único a votar contra.

“Ante às realidades tão diversas dos Estados-membros e a histórica distribuição de poder no federalismo brasileiro, é preciso que se considere que o caráter nacional e unitário do Poder Judiciário se especifica em realidades estaduais concretas, que justificam a escolha por um teto remuneratório modicamente menos generoso.”

Alexandre de Moraes se declarou impedido e não participou do julgamento, que ocorreu no plenário virtual.

LEIA também: TSE muda 7 a 0 do TRE e exclui MDB da eleição em cidade do PA; caso é similar a Juruti

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *