Entra em vigor o decreto que proíbe entrada de embarcações do Amazonas no Pará
Embarcações do passageiros oriundas do AM estão proibidas de ingressar em território paraense. O decreto entra em vigor hoje. Foto: Agência Pará

A circulação de embarcações de passageiros entre os estados do Pará e Amazonas está proibida a partir desta quinta-feira (14), de acordo com o decreto estadual publicado no Diário Oficial do Estado (DOE).

Ontem, em redes sociais, o governador Helder Barbalho informou que a medida é preventiva, para evitar a entrada em território paraense de pessoas contaminadas pelo novo coronavírus oriundas do Amazonas.

 

“A medida é fundamental para que possamos evitar o contágio dentro do estado do Pará e, consequentemente, evitar problemas de saúde em face da pandemia do novo coronavírus”, justificou.

Ainda não há restrições ao deslocamento aéreo de passageiros, mas nesta quinta-feira Helder deve fazer contato com a Infraero (Empresa de Infraestrutura Aeroportuária).

O Amazonas registrou, na última segunda-feira (11), 250 novas internações por covid-19, e voltou a bater o recorde de hospitalizações diárias desde o início da pandemia. Ainda na segunda, 1.391 pessoas estavam internadas com a doença e foram confirmadas 55 mortes.

Eis a íntegra do decreto:

Com informações da Agência Pará e da redação do Blog do Jeso

LEIA também: Prefeito decreta toque de recolher em Faro e fecha bares, igrejas e praias

 

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

Um comentário em: Entra em vigor decreto que proíbe entrada de embarcações do AM no Pará; leia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Máissara disse:

    Deixa ver se entendi…entao o vírus só entra pelo rio, avião não. E o que Vossa Excelência o nobre Gov tem a dizer sobre a aglomeração domingo passado nas Docas? As imagens são estarrecedoras.