Balança comercial do Pará cresce 57% no 1º trimestre do ano; China lidera em compras

De janeiro a março deste ano, o Pará exportou US$ 6.432.856.962 bilhões, com um crescimento nas exportações de 57,24% em relação ao mesmo período de 2020. Conseguiu, com isso, o terceiro lugar no ranking da balança comercial do país, só atrás de São Paulo (US$ 10.659.869.930) e Minas Gerais (US$ 7.663.853.123).

No ranking por saldo, aparece na primeira colocação, com um saldo de R$ 6.098.798.560 bilhões, seguido dos estados de Minas Gerais e Mato Grosso. Os dados são do Ministério da Economia, analisados e divulgados pelo Centro Internacional de Negócios da Federação das Indústrias do Estado do Pará (CIN/Fiepa).

 

O ferro bruto, o cobre e a alumina calcinada foram os destaques entre os produtos minerais exportados nesse primeiro trimestre. A atividade mineral, que exportou um total de US$ 6.130.111.533 bilhões, teve um crescimento de 64,86% no período, representando uma participação de 95,29% na balança comercial do estado. Os principais compradores dos minerais exportados pelo Pará foram a China (ferro bruto), Alemanha (cobre) e Noruega (alumina calcinada).

Outros produtos que também se destacaram foram a madeira, com exportação de US$ 54.681.646 milhões, principalmente para os Estado Unidos; a madeira, que exportou US$ 54.681.646 milhões para os Estado Unidos e teve um crescimento de 4,93%; e carnes e bovinos, com um volume de US$ 95.745.489 milhões, tendo como principal destino a China.

— LEIA também: WhatsApp libera transferência de dinheiro entre pessoas no Brasil; veja as regras

“Se levarmos em consideração que o Estado terminou o ano de 2020 como o quarto maior exportador e agora subiu para terceiro, mantendo-se primeiro em saldo, podemos considerar que os números desse primeiro trimestre são positivos e demonstram uma tendência de retomada e equilíbrio das nossas exportações”, afirma Cassandra Lobato, coordenadora do Centro Internacional de Negócios da FIEPA.

Entre os blocos econômicos, a Ásia (excluindo-se o Oriente Médio), com destaque para a China, importou do Pará um total de US$ 4.681.368.464 bilhões, nos primeiros três meses do ano, seguida da União Europeia com US$ 1.024.309.308 bilhão e América do Norte, com US$ 224.402.024 milhões.

Em relação às principais cidades exportadoras do estado, Parauapebas se manteve em primeiro lugar com um saldo de US$ 2.708.432.923 bilhões, seguida de Canaã dos Carajás (saldo de US$ 2.108.815.853 bilhões) e Barcarena (saldo de US$ 445.473.857 milhões). 

Com informações da Fiepa


Assine e participe, comente no canal do Blog do Jeso no Telegram.

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

2 Comentários em: Balança comercial do Pará cresce 57% no 1º trimestre do ano; China lidera em compras

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Manuel disse:

    Alta nas exportações, apesar de o moleque do buchao que ocupa o cargo de presidente fazer propaganda negativa diariamente, contra o maior cliente do Brasil.

  • Zilton disse:

    Se o governo federal (leia-se Bolsonaro) não atrapalhar…