Pesquisa revela que maioria dos empreendedores estava desempregado

Publicado em por em Negócios

Pesquisa revela que maioria dos empreendedores estava desempregado
40% dos entrevistados acreditam que a economia melhorará nos próximos meses. Fotos: Reprodução

O empreendedorismo no Brasil voltou a crescer após períodos de instabilidade econômica brasileira e da economia internacional como um todo. Apesar do mercado brasileiro mostrar melhoras, alguns dados de uma pesquisa revelam informações interessantes sobre o perfil dos empreendedores brasileiros.

De acordo com informações publicadas pelo Sindicato da Micro e Pequena Indústria do Estado de São Paulo (Simpi-SP) e Datafolha, 54% dos micro e pequenos empresários estavam desempregados quando iniciaram o seu negócio. Após a abertura do negócio, mais de 70% dos entrevistados afirmaram estar em uma situação financeira melhor do que antes.

Outros indicadores interessantes também revelados pelos dados publicados pelo Simpi-SP em parceria com o Datafolha foram a visibilidade de melhora na qualidade de vida por parte dos entrevistados e as principais dificuldades enfrentadas pelos empreendedores na hora de abrir a sua empresa.

Segundo a pesquisa, aspectos como a burocracia, documentação, crédito, empréstimo e recursos para investir foram onde a maioria dos empreendedores enfrentaram problemas para iniciarem as suas micro e pequenas empresas.

Micro e pequeno empresário se mostra otimista

Outro ponto importante que foi analisado pela pesquisa foi o otimismo do micro e pequeno empresário para com o mercado no geral. Quando o assunto foi a situação econômica do país, 40% dos entrevistados acreditam que a economia melhorará ao longo dos próximos meses no Brasil.

O otimismo é ainda mais presente no centro-oeste, onde 43% dos entrevistados acreditam que a situação econômica estadual pode ser considerada ótima. Isso é reforçado pelos dados econômicos, que já apontam melhora em comparação com períodos anteriores. Com a política de aumento da taxa de juros, o Banco Central conteve avanços inflacionários ao longo de 2022, o que é uma boa política para conter o aumento de preço.

Mesmo assim, para 44% dos entrevistados a tendência é de que os indicadores inflacionários sejam maiores ao longo dos próximos meses.

Os empreendedores precisam definir a área de atuação de sua empresa

Esse número mostrou uma melhora em comparação com a pesquisa anterior, onde 56% dos entrevistados acreditavam no aumento geral de preços na economia. Por outro lado, mesmo com a instabilidade econômica ainda assustando alguns empresários, mais de 90% dos entrevistados afirmou que não existe possibilidade alguma de fecharem os seus negócios.

Espaço para novos empreendedores

Um dos principais resultados apresentados pela pesquisa do Simpi-SP em parceria com o Datafolha foi o otimismo do micro e pequeno empresário brasileiro para com a melhora econômica no geral. De acordo com os dados apresentados, há muito otimismo entre quem empreende no Brasil atualmente.

Isso, por sua vez, serve de incentivo para que mais pessoas busquem o empreendedorismo, já que o cenário de quem está dentro desse mercado é positivo.

Como primeiro passo, os empreendedores precisam definir a área de atuação de sua empresa e dar um nome para o seu negócio. Comece tendo um nome para o seu negócio e defina o escopo de atuação da sua empresa.

Procure sempre conhecer as tendências do seu mercado e ficar por dentro dos desafios dos empreendedores para aprender com experiências de outros que já fazem parte do setor que você pretende atuar.


Publicado por:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *