Delegado que não trabalha desde 15 de fevereiro ganhou mais de R$ 40 mil no mês

Publicado em por em Pará, Segurança Pública

Delegado que não trabalha desde 15 de fevereiro ganhou mais de R$ 40 mil no mês
Willian Fonseca, delegado com salário de mais de R$ 40 mil em fevereiro. Foto: Arquivo JC

O salário de fevereiro do delegado da Polícia Civil do Pará Willian Fonseca, 35 anos, bateu a marca dos R$ 40 mil. O policial recebeu exatos R$ 41.644,96 (bruto) dos cofres públicos no mês.

Fonseca é alvo de um PAD (Processo Administrativo Disciplinar) aberto na quinta (10) pela Corregedoria da PCPA por se ausentar do seu local de trabalho desde o dia 15 de fevereiro último – “sem autorização superior” e “não mais retornando” à delegacia de Santa Cruz do Arari, na Ilha do Marajó, onde está lotado.

Com os descontos legais, Willian Fonseca, ex-prefeito cassado de Oriximiná, faturou R$ 34 mil. Renato Tarallo, delegado corregedor, foi designado para apurar a longa ausência do servidor em serviço. Tem 30 dias para apurar a denúncia.

Raio X do salário do delegado

Total bruto: R$ 41.644,96

Retroativos: R$ 95,96

Auxílio alimentação / transporte: R$ 139,56

Imposto renda / Previdência: R$ 4.165,79

Outros descontos: R$ 3.352,47

Total líquido: R$ 34.362,22


Publicado por:

3 Comentários em Delegado que não trabalha desde 15 de fevereiro ganhou mais de R$ 40 mil no mês

  • Fonseca pode sim lutar por seus “direitos”, mas precisa cumprir seus deveres e dar exemplo à sociedade. Deve priorizar as pessoas a quem está servindo e não colocar a politicagem como muro diante dos seus princípios e da sua imagem.

  • Concordo com vc Manuel, porém o que na verdade ele quer e estar forçando a barra ser demitido pra voltar para Oriximina, cidade que ele mente em dizer que ama demais é como gestor deixou por conta dos seus desmandos e desrespeito a população.

  • Se fosse na empresa privada, era dispensa por justa causa por abandono de trabalho, já na casa da mãe Joana, ele recebeu o salário integral como se tivesse cumprido a escala de serviço, é por essa e por outra mais que o Brasil não sai do fundo do poço.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *