Preso empresário que participou de assalto à joalheria em Santarém; vídeo

Publicado em por em Pará

Preso empresário que participou de assalto à joalheria em Santarém é preso; vídeo
O carro pilotado pelo empresário Fabrício Regis; ele depois e antes de ser preso pela polícia. Foto: Reprodução

Homens foram presos por roubo, assalto e formação de quadrilha em Santarém (PA) nesta quinta-feira (15), entre os quais um empresário, que teria ajudado na fuga dos assaltantes. O caso aconteceu depois de um assalto a uma agência bancária no bairro Nova República e numa joalheria no Centro da cidade – veja o vídeo no final da matéria.

O Comando de Policiamento Regional I (CPR I) deflagrou de imediato uma operação conjunta da Polícia Militar e Civil com objetivo de identificar os criminosos.

O primeiro a ser preso, identificado através do Núcleo Regional de Identificação (NRI), foi o indivíduo John Cledson Silva Ebraim Nascimento, que foi localizado no bairro Ipanema. Ele e Aline Miranda Aguiar confessaram o envolvimento nos crimes e informaram que o restante do material roubado estaria com Fabrício de Oliveira Regis.

Fabrício atuava no ramo de venda de drinks. Foto: Reprodução

Captura na São Sebastião

Fabrício estaria na avenida Quixadá, no bairro Esperança. O restante do material foi encontrado nesse local, mas o acusado não estaria mais lá e teria ido para a casa da sua mãe, na avenida São Sebastião. As guarnições policiais envolvidas na operação foram imediatamente para o referido local, onde o indivíduo foi capturado.

Após interrogado, Fabrício confessou envolvimento na logística do crime. Teria dado apoio, em um carro por ele dirigido, à fuga dos seus comparsas logo após os 2 assaltos. Disse também que John Cledson teve apoio de Luiz Carlos Feitosa Pereira, que estaria no bairro Maicá, mas que não foi localizado pela PM.

Os acusados de participação no assalto capturados e todo material apreendido foram encaminhados para a 16ª Seccional Urbana de Polícia Civil do Pará.

John Cledson: outro participante dos assaltos preso na operação policial

Joias, celulares e armas

Com o John Cledson foi encontrado um cordão com pingente (aparentemente ouro), um relógio preto, valor em espécie de R$ 2.025,00 e um celular preto.

Com o Fabrício foram encontrados um simulacro de arma com 6 munições não letais, uma arma de fogo com 8 munições letais, 8 pulseiras de ouro, 25 anéis de prata, 18 anéis de ouro, 8 correntes de ouro, 1 terço de prata, 1 crucifixo de ouro, cinco piercings, uma gargantilha de aço e 3 aparelhos celulares.

Parte do roubo e armas e celulares apreendidos pela polícia de posse dos acusados

Todos os objetos recuperados foram identificados pelo dono da joalheira, Mario da Conceição Pereira Brasil Neto, avaliando em R$ 20 mil dos R$ 60 mil em ouro que foram subtraídos.

A gargantilha e a pulseira de aço seriam de outras vítimas. As autoridades policiais tiveram autorização dos moradores das residências através do Termo de Autorização de Entrada em Imóvel. Os dois presos foram algemados para resguardar a integridade das guarnições e dos próprios presos.

— O JC também está no Telegram. E temos ainda canal do WhatsAPP. Siga-nos e leia notícias, veja vídeos e muito mais.


Publicado por:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *