Bolsonaro pede 'invasão' de hospitais para filmar leitos; Santarém tem 3 unidades
Hospital de Campanha de Santarém: possível alvo de apoiadores de Bolsonaro. Foto: AG. Pará

Em transmissão ao vivo pelas redes sociais nesta quinta-feira (11), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) fez um pedido à população: que entrem em hospitais públicos e/ou de campanha e filmem leitos destinados à covid-19, para saber se estão vazios, ou não.

A ‘invasão’ recomendada por Bolsonaro é para que imagens sejam produzidas e repassadas em seguida como ‘provas’ à Polícia Federal. 

 

Em Santarém, três unidades de saúde públicas recebem pacientes com casos confirmados ou suspeitos de infecção pela doença:

❶ UPA 24h, na avenida Curuá-Una;

❷ Hospital de Campanha de Santarém (HCS), no Parque da Cidade, e

❸ Hospital Regional do Baixo Amazonas (HRBA), que recebe os casos mais graves de infectados pelo coronavírus.

Bolsonaro disse que todas as imagens que são enviadas como ‘denúncias’ para as suas redes sociais são analisadas e enviadas para a Polícia Federal ou para a Agência Brasileira de Inteligência (Abin).

A recomendação dada pelo presidente é que a população ‘arranje um jeito de entrar e filmar’ hospitais públicos.

“Isso nos ajuda”

“Tem hospitais de campanha perto de você, tem um hospital público, né? Arranja uma maneira de entrar e filmar. Muita gente vem fazendo isso, mas mais gente tem que fazer para mostrar se os leitos estão ocupados, ou não. Se os gastos são compatíveis, ou não. Isso nos ajuda. Tudo o que chega para mim nas mídias sociais, fazemos um filtro e encaminho para a Polícia Federal ou para a Abin, e lá eles veem o que fazem com os dados. Não posso prevaricar. O que chega ao meu conhecimento, passo para frente para diligência deles para análise e processo investigatório, ou não”, afirmou.

Bolsonaro também afirmou que alguns governadores estão tendo um ‘ganho político’ com mortes relacionadas à covid-19. Para o presidente, gestores estão atribuindo óbitos por outros motivos como coronavírus para ‘culpar o governo federal.

“São dezenas de casos que chegam por dia nesse sentido. Não sei o que acontece, o que querem ganhar com isso. Tem um ganho político dos caras, só pode ser isso. Aproveitando que as pessoas falecem para ter um ganho político e para culpar o governo federal. Não tem como impedir essa doença, o óbito. O que acontece, na verdade? Quem contrai o vírus, se tem comorbidades ou idade avançada, são pessoas mais fracas, a possibilidade de entrar em óbito é grande”, disse.

 

Nesta quinta, o Brasil ultrapassou a marca de 40 mil óbitos por coronavírus. De acordo com o boletim epidemiológico do Ministério da Saúde, 40.919 vidas foram perdidas por complicações da doença. Também já foram registrados 802.828 notificações de pacientes infectados por covid-19.

Abaixo, os casos da doença em Santarém divulgados ontem à noite pela Semsa (Secretaria Municipal de Saúde).

Com informações do Correio Brasiliense e redação do Blog do Jeso

LEIA também: Pico da covid-19 no oeste do Pará será na próxima quinzena, indica estudo da Ufopa

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

13 Comentários em: Bolsonaro pede ‘invasão’ de hospitais para filmagem de leitos; Santarém tem 3 unidades

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Pedro disse:

    Quem é contra o JB é a favor desse sistema corrupto que age no Brasil, como STF, Presidente do Congresso e Senado, assim como a TV funerária.

  • Bíblia do 17 disse:

    o fato fica parecendo esquisito dado que o esquerdismo que sempre vivenciou esse país nunca ensinou para esse povo a exercer o seu direito de expressão. Porquanto, seja hospital, quartel, reitoria, etc toda e qualquer local que é pago e sustentando com recurso\salário do Estado, cabe ao povo adentrar na hora que quiser e fiscalizar o que quiser. Do mesmo jeito que é direito padre sair em procissão pregando que usar máscara é coisa de imbecil que não acredita em cristo.

    1. Manuel disse:

      Meu caro anônimo, caso tu estivesse na UTI/CTI, entubando e uma turma de malucos bozovinos entrassem fazendo essas palhaçadas, qual seria a reação da tua família e tua caso sobrevivesse??

      1. Jeso Carneiro disse:

        Manuel, essa moçada bolsonarista não tem empatia com o próximo. São imagem e semelhança do debiloide que está no comando desta nação. Nação cujo isolamento planetário é a caa dia mais visível. Viramos uma Venezuela. O país engatou a marcha ré.

  • João disse:

    Ainda tem gente que apoia Bolsonaro? Alguém assina desta forma um atestado de burrice? Não acredito

  • Pedro disse:

    Você acha que o Bolsonaro está errado?

    1. Jeso Carneiro disse:

      Errado? Mais do que isso: esse é pedido de uma pessoa sem noção alguma de realidade sanitária que vivemos. Um doido varrido. Irresponsável.

      1. Pedro disse:

        Discordo de você. Se é doido, eu não sei.

      2. Laertes Brito de Andrade disse:

        Concordo integralmente. Esse déspota genocida não tá nem aí pro povo. Está desesperado por que sabe que será responsabilizado e tenta transferir sua omissão para os governadores e prefeitos. Esse não serve nem pra síndico de condomínio.

  • Manuel disse:

    O presidente neonazista miliciano já pode ser o vencedor do prêmio ” o idiota do ano”.

    1. Eu disse:

      Lula Livre kkkkkk

      1. Shirlene disse:

        Presidente está é certo. Ou será se não estão vendo o que estes políticos estão fazendo. Fazendo a festa com o dinheiro público. Se não estão vendo. Então se liga nas notícias.
        #Bolsonarotemrazão

      2. Manuel disse:

        O assunto aqui não é o Lula, mas posso te garantir que ele é homem para encarar a justiça, coisa que o atual presidente tem medo, assim como o capeta tem medo da cruz.