Publicado em por em Política

“Não precisa dividir, é possível governar para todos e fazer um Pará unido, um Pará forte”, justificou Helder

Em vídeo, Helder se posiciona contra criação do Estado do Tapajós; assista
Helder, contrário à redivisão do Pará. Foto: Reprodução

Em vídeo postado em suas redes sociais nesta quarta (17),o governador Helder Barbalho (MDB) se posicionou claramente contra a redivisão geográfica do Pará, e a consequente criação do Estado do Tapajós. O projeto de realização de um novo plebiscito tramita na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) do Senado.

— LEIA: Casa Civil pune empresa em Santarém de participar de licitações por 2 anos.

Por interferência do governador, o senador Jader Barbalho (MDB),pai de Helder, pediu vistas do projeto de lei. Com isso, adiou-se a votação da matéria no âmbito da CCJ. A comissão é presidida pelo senador amapaense Davi Alcolumbre (DEM).

“Não precisa dividir, é possível governar para todos e fazer um Pará unido, um Pará forte”, justificou Helder.

Assista à integra do video:


Publicado por:

11 Comentários em Em vídeo, Helder se posiciona contra criação do Estado do Tapajós; assista

  • Jeso, o pessoal do oeste paraense está muito bem servido de obras, assim como o estado todo. Então qual a razão da divisão? Ora bolas!!!

  • Foi prometido para terra santa o asfalto ,e até agora estamos na mistura de poeira e lama isso é governar por todo pará? Vamos.
    acelerar governador vc tà perdendo uns pontinhos aqui em Terra santa

  • Governador Helder foi muito egoísta, o mesmo se envaideceu com ações de seu governo para nossa região, e interferiu em um processo Democrático.
    Reconheço que sua gestão tem se diferenciado por todo estado em especial para nossa região, porém, á controvessas, principalmente de que pensa diferente dele e dos que defendem sua gestão.
    O que foi feito nesses ultimos três anos e onze meses, não compensa o defite de outrora deixado por governos passado.
    O governado Helder deve ta pensando que vai governar o Pará para sempre. Qual a garantia de que seu sussessor fará um governo igualitário? Qual a garantia de que a nossa região não continuar sendo quintal de Belém através da falta de políticas pulblicas pelos futuros governadores pós governo Helder?
    Reconheço que o senhor governador estar fazendo uma gestão diferenciada em comparação com as gestões anteriores, mais isso não lhe dar o direito de fazer uma intervensão dessa forma, o que foi feito fere com processo democrático, o que se estar fazendo , é tentar desarticular para que, o povo da Região Oeste do Pará, não tenha novamente a chance de decidir, se querem ou não a emancipação dessa região, isso é um princípio constitucional. Lembrando que, em 2011 mais de 98% do povo daqui votou SIM pela emancipação.
    Também não concordo com a insinuação de que, esse assunto volta a tona por razões politicas eleitorais. Acho que o égo falou mais alto, os que pensa dessa forma.
    O trabalho não parou desde do plebsito de 2011.
    Parabéns ao Jean Carlos Leitao , presidente o Instituto Pró estado do Tapajós.
    Incansável na defesa desse tão sonhado estado do Tapajós , o mesmo deu continuidade com mesma garra dos seus antecessores.

    1. O problema de abastecimento d’água (em Santarém, nem vou citar os demais municípios) foi resolvido ou isso é falácia? Sobre essa gestão diferenciada, em especial pra sua região, poderia detalhá-la?

  • Governador Helder foi muito egoísta, o mesmo se envaideceu com ações de seu governo para nossa região, e interferiu em um processo Democrático.
    Reconheço que sua gestão tem se diferenciado por todo estado em especial para nossa região, porém, á controvessas, principalmente de que pensa diferente dele e dos que defendem sua gestão.
    O que foi feito nesses ultimos três anos e onze meses, não compensa o defite de outrora deixado por governos passado.
    O governado Helder deve ta pensando que vai governar o Pará para sempre. Qual a garantia de que seu sussessor fará um governo igualitário? Qual a garantia de que a nossa região não continuar sendo quintal de Belém através da falta de políticas pulblicas pelos futuros governadores pós governo Helder?
    Reconheço que o senhor governador estar fazendo uma gestão diferenciada em comparação com as gestões anteriores, mais isso não lhe dar o direito de fazer uma intervensão dessa forma, o que foi feito fere com processo democrático, o que se estar fazendo , é tentar desarticular para que, o povo da Região Oeste do Pará, não tenha novamente a chance de decidir, se querem ou não a emancipação dessa região, isso é um princípio constitucional. Lembrando que, em 2011 mais de 98% do povo daqui votou SIM pela emancipação.
    Também não concordo com a insinuação de que, esse assunto volta a tona por razões politicas eleitorais. Acho que o égo falou mais alto, os que pensa dessa forma.
    O trabalho não parou desde do plebsito de 2011.
    Parabéns ao Jean Carlos Leitao , presidente o Instituto Pró estado do Tapajós.
    Incansável na defesa desse tão sonhado estado do Tapajós , o mesmo deu continuidade com mesma garra dos seus antecessores.

  • Concordo com o governador. Assunto extemporâneo. Se criação de estados resolvessem problemas de infraestrutura e desenvolvimento regional Acre, Amapá, Rondônia e Roraima seriam referências. Infelizmente esse processo só beneficiaria a classe política: 1 cargo de governador, 1 de vice, 24 deputados estaduais, 8 deputados federais, 3 senadores e diversos ASPONES. Além disso, o projeto se passar pela CCJ já nasce morto. a votação será em todo o Estado do Pará e a Região Metropolitana de Belém e o nordeste paraense que representam em torno de 60% da populção do estado já demonstrou ser contra a divisão do Pará. Por isso concordo com o governador. o Correto é se unir e agregar valor a o estado ocmo um todo

  • O estado do tapajos vai vingar sim e o primeiro governador por 2 mandatos consecutivos será o Valmir clímaco porque ele é têzo

  • Só porque ele quando foi ministro da integração nacional, e estava de olho gordo no cargo de governador, liberou a verba para reformar parte da orla de santarém, e agora está de olho gordo na reeleição e está mandando asfaltar algumas ruas em santarém, acha que é suficiente para nós? Nós queremos desenvolvimento, energia forte, implantação de grandes indústrias para gerar empregos e renda, educação de qualidade, etc. Enfim, queremos ser independentes da elite sorrateira de Belém, queremos caminhar com as próprias pernas. Senhores Jáder e Helder, se não poderem ajudar, por favor não nos atrapalhem seus dois FDP.

  • Faz se necessário criar um novo estado principalmente aqui nessa região que a capital fica muito mais distante do que a capital do Amazonas, sendo que o povo de Santarém procura mais Manaus do que Belém, em busca de melhoria e saúde!

  • Pensei que o governador Helder fosse um pouco mais inteligente, mas parece mesmo que me enganei. Fossem ele um político visionário e inteligente, estava era preparando o terreno para futuramente ser o governador do novo estado.

  • Se o Estado do Tapajós ser formado ele vai querer vim pro Tapajós ser governador ai é hora de o povo do Tapajós dezer não para o governador Hélder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *