Rádio Rural é tema de artigo publicado em revista de universidade em Tocantins; leia, rádio-rural-de-santarém
Rural AM, de Santarém: propriedade da Igreja Católica. Foto: Arquivo BJ

Um sócio ouvinte foi impedido de participar de um programa da Rádio Rural AM, de Santarém (PA), para tecer críticas à emissora. Rivelino Lacerda, que é professor e sindicalista, resolveu então tornar pública a carta que enviou à direção da empresa, pertencente à Igreja Católica.

Ao menos três fatos a que Lacerda se refere na carta foram noticiados pelo BJ (Blog do Jeso). Leia-os nos links abaixo:

Jornalista bolsonarista vai estrear na mais esquerdista das rádios de Santarém.

Rádio demite mais 3 e “passaralho” atinge 2 dígitos; narrador deixa emissora após 35 anos.

Rádio em Santarém inicia “passaralho” de 2 dígitos; primeiras demissões saíram hoje.

Eis a íntegra da manifestação do ouvinte:

 

Hoje [dia 18] tentei participar do Programa Sinval Ferreira, na Rádio Rural, mas fui barrado sob a alegação de que há orientação da direção da emissora para não permitir que críticas sejam feitas àquele veículo de comunicação utilizando a própria programação da rádio.

Então, fiz uma carta e enviei via whatsApp à gerente da emissora, Sra. Maria Bitar. Aqui apresento o teor da carta, para qual peço a manifestação especialmente dos sócios do Clube da Evangelização.

Santarém, 18 de maio de 2021.
De: Rivelino Lacerda Cardoso – Sócio do Clube da Evangelização
Para: Direção/Gerência da Rádio Rural de Santarém.

Prezada Senhora,
Me chamo Rivelino Lacerda Cardoso, sócio do Clube da Evangelização da Rádio Emissora de Educação Rural de Santarém e, é nesta condição, que venho manifestar a minha opinião e solicitar de Vossa Senhoria esclarecimentos acerca do que segue
.

  1. Sinceramente não compreendo como é que a direção da Rádio Rural tem a coragem de demitir funcionários daqui da região como o Raik Pereira e o Ivaldo Fonseca, que falam a linguagem do povo, que nos animam e que são tradicionais na comunicação popular para se lançar em uma aventura fora da nossa linguagem.
  2. Quero entender o porquê de a direção da Rádio Rural contratar uma pessoa que foi daqui da nossa região para o sul, passou muitos anos fora daqui e agora volta para cá e assume uma hora e meia da programação da Rádio em horário nobre para ficar dizendo coisas que não nos agradam, falando uma linguagem que não é da Rádio Rural.
  3. A Rádio Rural tem princípios. Eu aprendi isso desde criança com os meus pais. Alguns desses princípios é a ética na comunicação, a evangelização libertadora e o entretenimento sadio, além de estar a serviço do evangelho e da cidadania.
  4. Agora chega esse comunicador prometendo fazer entrevista com o ministro do meio ambiente Ricardo Sales que é inimigo da Amazônia. Há inclusive a possibilidade de a rádio mudar de nome. O que que é isso? Onde querem chegar com essas medidas?
  5. Tentei participar do Programa do Sinval Ferreira, mas tive minha solicitação negada, segundo o operador, por orientação da direção da Rádio.
    Então, peço a Vossa Senhoria, que me dê explicações acerca do que está acontecendo, afinal eu também ajudo a sustentar esta Rádio.
    Aguardo sua manifestação e agradeço sua atenção.
    ATT
    .
    Rivelino Lacerda Cardoso

Assine e participe, comente no canal do Blog do Jeso no Telegram

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

7 Comentários em: Rádio barra críticas de sócio ouvinte à emissora; leia o conteúdo censurado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • João disse:

    Tem que mudar mesmo o nome e preservar a imagem da nossa querida Rádio Rural

  • Valdenir Pantoja disse:

    Triste o momento da Rádio Rural. Agora tem essa voz do bolsonarismo genocida que está matando a Amazônia chegando aos comunitários. A chancela da histórica Rádio Rural cacifando a nossa própria destruição. Até o ministro contra o Meio Ambiente, alvo de operação da Polícia Federal seria entrevistado. Respeitem a memória de Dom Tiago!!!

  • Manuel disse:

    Que saudade do D. Tiago e do padre Edilberto Sena, nesse período a Rádio Rural era imbatível na audiência, atualmente quem ainda atrai ouvintes é o Clenildo Vasconcelos, se ele sair adeus Manaus como diz a gíria popular.

  • Marta Silva Ronissh disse:

    Um equipameto de comunicação criado há anos para a evangelização e conscientização da população rebeirinha entregue de maos beijadas ao Bolsonarismo. Uma vergonha!!
    Calar a voz do povo para alimentar a ganancia da turma que apoia o genocidio das populações indigenas.
    A igreja católica que tanto fez história nas lutas sociais, desmorona aqui ao se entregat a uma elite extremamente ambiciosa, egoísta e que ajoelha e reza para Bolsonaro..
    Os danos da omissão da igreja doando a rádio a serviço do capital serão irreparáveis
    Não entregaram nas mãos do novo e sim do velho modelo ligado aos coronéis, aos latifundiários aos inimigos do meio ambiente .
    A rádio esta contaminada rm meio a pandemia pelo virus do extremismo político,pela ambição do capital.
    Seus princípios e valores cristãos derramados na lama.
    Onde tem bolsonarista há lugar para a igreja de Jesus e nem para a de Francisco.

  • FRANCISCO RAUL DIAS PALHA disse:

    Tambem sou sócio do clube da evangelização e entendo que estas questões que envolvem a Rádio Rural precisam de uma explicação mais convincente. Não dá para entender como é que demitem locutores de escol da Rádio e admitem o Hélio Nogueira, que há bastante tempo está ausente de Santarém.
    Essa de dar voz ao miinistro Ricardo Sales, que está desmontando toda a legislação ambiental protetiva dos nossos recursos naturais, notadamente os da nossa Amazonia, é uma atitude para lá de insensata, que precisa ser repensada pela direção da Rádio Rural.
    Será que a Rádio Rural quer fugir de suas tradições, que é lutar pelo bem estar de nossa população, principamente dos nossos ribeirinhos.

    1. PEDRO NOGUEIRA AMAZONAS JUNIOR disse:

      Não faz mal perguntar. Qual o salário desse NOVO CONTRATADO da rádio rural. Que até agora só está puxando saco do governo federal.

  • Pedro Adalberto Feitosa Maia disse:

    A tradicional Rádio 📻 Rural está jogando mo lixo 💆 a sua HISTÓRIA. Saudades de D. Tiago que a fundou e foi responsável por educar e entreter os cidadãos com uma programação que era a cara do povo santareno. Infelizmente se tornou um covil de bolsominios sojeiros que vieram do sul pra explorar e deixar nossa terra atrasada.