Decisão da Justiça chegou com atraso: quase 70% dos policiais já foram vacinados
A primeira dose da vacina contra covid-19 já foi aplicada em quase 70% dos policiais da área de segurança pública em Santarém. Foto: Reprodução

A decisão da Justiça em Santarém (PA), no final da manhã desta terça-feira (2), de abortar a vacinação prioritária de policiais (civis e militares) chegou com atraso.

Quase 70% dos profissionais da área de segurança no município já haviam sido vacinados quando saiu a liminar do juiz Claytoney Ferreira, da 6ª Vara Cível e Empresarial, por volta das 11h30.

 

A vacinação foi a jato.

Em menos de 24h, mais de 1 mil policiais receberam a primeira dose do imunizante no quartel do 3º BPM (Batalhão da Polícia Militar), na avenida Cuiabá.

A prefeitura entregou ontem à segurança pública 1.493 doses de vacina contra a covid-19. A vacinação foi interrompida, por força da decisão judicial, na aplicação da 1.013ª dose – 67% do total do grupo a receber a Oxford/AstraZeneca.

Foram devolvidas à Sema (Secretaria Municipal de Saúde) 480 doses.

Correção: às 8h42, do dia 03/03/2021, o texto foi corrigido. A vacina aplicada nos policiais foi a da Oxford/AstraZeneca – e não da CoronaVac.


📹 Assine o canal do Blog do Jeso no Youtube, e assista a dezenas e dezenas de vídeos.

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

7 Comentários em: Decisão da Justiça chegou com atraso: quase 70% dos policiais foram vacinados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Pedro Paulo disse:

    Não existe falta de vacina para idosos em Santarém, o que falta é gestão para vacinação, poderiam aprender com a segurança pública a logística de vacinação. Outra coisa onde ficam as aldeias dos índios de Santarém? Foram disponibilizados mais de três mil imunizantes para esses supostos índios e ninguém fala nada porque será será? Não vou nem entrar no mérito antropológico se são índios ou não, mas em aldeias não estão.

  • manuel disse:

    Os governos do estado (PA) e do município de Santarém, colocando a carroça na frente do boi. São eles através dos órgãos de saúde do estado e município, que divulgam diariamente que são os idosos os mais vulneráveis ao covid, e aí não priorizam as pessoas da maior idade. Isso é falta de planejamento, incompetência ou sacanagem mesmo?

  • Carlos Albeto disse:

    Acho correto vacinar a Segurança Pública, estes estão na linha de protegendo a sociedade independente de pandemia, merecem sim, ser priorizados, os idosos estão sendo vacinados e estes podem ficar em casa, diferentemente dos policias que arriscam suas vidas para salvar a dos outros.

  • laina correa disse:

    Meus deus que falta de preparo das nossa lideranças na área Publica e de Saúde, e politica , em quanto as pessoa com mais de 60 anos, estão morrendo, e só acompanha os dados estatísticos do município de santarém e do pais, em tão claro, que devemos vacina os nossos grupos de risco como as pessoas mais idosas. vamos abrir os lhos: Secretaria de Saúde, Conselho de Saúde, Comissão de Saúde, SESPA, Veriadores, Representante do Governo do estado na região o este, Prefeito e Governado.

  • Renato disse:

    Só uma correção amigo Jeso, a vacina disponibilizada pra segurança pública foi a de Oxford e não a coronavac

    1. Jeso Carneiro disse:

      Obrigado, será corrigido.

  • Mario disse:

    Alguém tem de ser responsabilizado por esse absurdo, em todos os outros estados apenas profissionais da saúde tem prioridade, em Manaus vários foram pro olho da rua por atitudes com o essa. Vamos ver como vão se comportar o prefeito e as autoridades da saúde do município.