Médica é sequestrada por 2 homens, roubada e escapa de estupro em Santarém
Ilmara Sousa, vítima de 2 sequestradores. Foto: arquivo BJ

Uma médica em Santarém (PA) foi sequestrada na tarde desta segunda-feira (1º) por 2 homens ainda não identificados, roubada e escapou por pouco de ser estuprada. O caso foi denunciado à polícia, que caça os dois acusados pelo crime.

Cardiologista, Ilmara Sousa foi abordada por dois homens, “com máscaras pretas”, segundo ela revelou ao Blog do Jeso, na avenida Coracy Nunes por volta das 15h, “quando parei para atender o celular”.

 

“Um louro e outro negro, aparentemente menores, pelo porte físico, e me obrigaram que eu dirigisse até Pajuçara”, relatou, referindo a um balneário a 15 km do centro de Santarém.

O sequestro durou cerca de uma hora. Levaram dinheiro em posse da médica e só não a estupraram porque ela reagiu e os homens, ao identificar a médica pelo seu crachá do CRM (Conselho Regional de Medicina), resolveram interromper a ação e fugiram.

Ilmara Sousa, 45 anos, casada, disse ao blog que ficou muito machucada, com arranhões nos braços.

“Foi horrível. Um deles, já em Pajuçara, tentou me atacar, mas eu reagir. Estou bastante arranhada e muito dolorida “, detalhou.

Câmeras de segurança

Ainda nesta tarde, o trajeto do sequestro até Pajuçara foi feito pela polícia com objetivo de localizar câmeras de segurança e tornar possível a identificação dos 2 homens.

Até a publicação desta matéria os sequestradores ainda não havia sido localizados. A médica esteve na 16ª Seccional da Polícia Civil do Pará em Santarém, onde registrou o BO (Boletim de Ocorrência) sobre o caso.

LEIA também: Leitora diz sofrer preconceito por passar pelo monitoramento da covid-19

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

6 Comentários em: Médica é sequestrada por 2 homens, roubada e escapa de estupro em Santarém

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Jose roberto dos Santos disse:

    Aí tem?

    1. Patrícia disse:

      Verdade …

  • Kalebe melo Lemos disse:

    Interessante que não teve barreira nenhuma que pudesse identificar…mas se vc vai pro seu trabalho vc é parado umas 2 ou 3 vezes na rua por barreira…como já aconteceu comigo!

  • J. Pau nos políticos canalhas e ladrões disse:

    A preocupação em se proteger do corona faz aflorar o “vírus” da bandidagem de forma quase oficial, aí, se aproveitam… A pena a ser aplicada quando presos deveria ser dobrada por esse e outros crimes durante a pandemia sem revisão futura q a reduza . Sorte q a Médica se livrou de algo pior.

    1. Jose roberto dos Santos disse:

      Sem querer julgar ninguém, mas muito estranha essa história. Sequestro em plena 3 hs da tarde.

      1. Lena Santos disse:

        Ninguém interrompe sequestro por reconhecer crachá kkkk