Padre nº 1 da Pastoral Carcerária é achado morto em bairro da periferia de Santarém
Padre José Ronaldo: nascido em Pernambuco, tinha 38 anos. Era pároco da igreja matriz de Belterra. Fotos: Redes sociais

Padre diocesano, pároco da igreja de Santo Antônio, em Belterra (PA), José Ronaldo Gomes de Brito, 38 anos, foi encontrado morto, neste domingo (3), com várias perfurações no corpo em um bairro da periferia de Santarém.

Em nota, dom Irineu Roman, arcebispo metropolitano de Santarém, confirmou a morte do padre. “Outras informações relacionadas ao fato serão divulgadas posteriormente”, diz a nota.

 

Natural da cidade de Timbaúba, em Pernambuco, José Ronaldo dirigia a paróquia de Belterra há cerca de 7 anos. Ele teria sido morto a facadas. Ainda não se sabe se o religioso foi vítima de latrocínio (roubo seguido de morte) ou homicídio.

Ele coordenava a Pastoral Carcerária da Arquidiocese de Santarém desde março de 2016. Estava desaparecido. Era esperado no último dia 1º em Belterra, para celebrar a missa da posse do prefeito e vereadores, mas não compareceu.

O corpo dele foi encontrado em uma casa no bairro do Maracanã, periferia de Santarém – rua Monte Sião.

“Era muito trabalhador, reformou toda a igreja de Santo Antônio, todos aqui gostavam dele”, disse ao blog Jonas Palheta, vereador reeleito em Belterra e que mora próximo à igreja. “Era sobretudo um um líder”.

 

A polícia, segundo o site RD Notícias, já teria pistas sobre o suposto assassino do religioso.

“O suspeito teria se envolvido em um acidente cujo veículo seria do padre”, revelou o jornalista Ronnie Dantas, acrescentado que ao ser preso o assassino estaria usando um cordão que seria do padre.

O acusado é conhecido como Levi, um jovem de pouco mais de 20 anos.

O padre José Ronaldo em culto religioso na igreja de Santo Antônio, em Belterra

LEIA também: Câmara de Belterra volta a eleger mulher à presidência da Casa; prefeito toma posse

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

5 Comentários em: Padre nº 1 da Pastoral Carcerária é achado morto em bairro da periferia de Santarém

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Marcos Silva disse:

    O Padre Ronaldo Gomes Brito era natural do Município de Aliança, Pernambuco, e não de Timbaúba, como noticiado.

    1. Jeso Carneiro disse:

      Qual sua fonte de informação? A do blog é a do site da Arquidiocese de Santarém.

  • Eceila disse:

    Levi, o amiguinho íntimo do padre. Já sabem quem é, mas ocultam a verdade.

    1. Roni Braga disse:

      Detalha mais. É preciso evitar tais coisas.

  • Elizangila Eleutério Dezincourt disse:

    Consternada, semana retrasada conversava com o mesmo e falávamos no lindo anfiteatro que estava construindo em Belterra e até prometi ajudar na inauguração.