Maquete do projeto de restauração do Teatro Vitória

Uma proposta do MP (Ministério Público) do Pará à Prefeitura de Santarém possibilitará, se autorizado pela Câmara de Vereadores, a restauração do Teatro Vitória.

O autor da proposta é o procurador-geral de Justiça, Geraldo de Mendonça Rocha, que descreveu a iniciativa ontem à prefeita Maria do Carmo como demonstração de exemplo na defesa de interesses da população.

A obra de restauração está avaliada em cerca de R$ 2 milhões.

Pelo planejamento do MP, deve iniciar no mês de maio, para ser entregue até dezembro deste ano. Mas para que isso ocorra, a Câmara de Vereadores terá que aprovar a proposta.

Para Maria do Carmo, que assinou ontem, juntamente com Geraldo Rocha, o Termo de Compromisso para a Cessão Gratuita de Uso de Bem Público (foto), a iniciativa do MP é louvável.

– A prefeitura sozinha jamais teria R$ 2 milhões para a recuperação do Teatro Vitória, portanto, aplaudimos essa proposta.

Pela proposta, o primeiro piso do Teatro Vitória será utilizado para o projeto de cidadania do MP e o segundo andar, tanto para o funcionamento de algumas promotorias, quanto para um teatro com auditório para 140 lugares.

Fonte: Prefeitura de Santarém
Fotos: Ronaldo Ferreira

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

17 Comentários em: MP tem R$ 2 milhões para restaurar teatro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Tiberio Alloggio disse:

    A reconstrução do teatro Vitoria, já entendida como um espaço multi-cultural é promessa de campanha da coligação que venceu as eleições e que está governando Santarém desde 2005.
    O projeto a ser implantado (agora em fase de viabilização com a parceria do MP) é do governo e já existia antes dessa discussão toda que está ocorrendo aqui no Blog.

    Temos que bater palmas para essa iniciativa.

    Os invejosos, que botam defeito em tudo e torciam ou torcem para que essa iniciativa continuasse na gaveta das obras prometidas e não executadas terão que se conformar, engolir o sapo e tomar um digestivo contra a azia que os atormenta.

    Tiberio Alloggio

  • Guilherme taré disse:

    Á mais ou menos 35 anos atrás detonaram o prédio da sociedade artística de Santarém que também abrigava a escola MORAES SARMENTO ; Ficava ali onde hoje funciona as novas instalações do SENAC na Av. RUY BARBOSA, Foi concedido um espaço para a escola que hoje funciona na av.:CUIÁBA e a associação artístico Sant arena babau até hoje perambula ; Pois bem agora mais um equipamento da cultura santarena que primeiro foi descaracterizado, e cedido ao legislativo municipal com um prédio que está mais para uma caixa d’água do que pra outra coisa sendo levado na cara de paú . Acho até louvável a atitude do MP e tive a oportunidade de falar isso pessoalmente ao DR Geraldo Mendonça , mas a única coisa que vai restar, é só o saudosismo de lembrarmos de como era a fachada do THEATRO VICTÓRIA ou TEATRO VITÓRIA e contarmos com mais um auditório pra 140 lugares ;Aquí está rolando um interesse mutuo, de um lado o MP precisando de um espaço para funcionar o “MP e a COMUNIDADE ” e de outro a Gestão municipal se vendo livre de uma promessa de campanha , sem se preocupar com a comunidade cultural, tratando daquele espaço tecnicamente como deve ser tratado ; Pode até servir pra outra coisa menos pra teatro ; pois teriam que passar uma maquita (maquina de cortar lage) abrir o fosso ganhar pé direito pra que pudesse ter acústica adequada e se poder fazer uma boa iluminação para espetáculo para que pudesse verdadeiramente servir de teatro, em fim como já falei louvável a iniciativa mas ….. Tem mais gostaria de saber pra onde vão levar mais uma vez a FILARMÔNICA MUNICIPAL Prf° JOSÉ AGOSTINHO , que tem 65 anos de existência e que já deveria ter sido tombada como patrimônio municipal e que seus integrantes a anos só recebem míseros trezentos e cinqüenta reais; deveriam pelo menos ter a decência de pagar pelo menos um salário mínimo que é digno de todo cidadão (presta atenção MP )?

  • José Carlos Adelanno disse:

    O MP vai resgatar um teatro que o pai de Maria, quando era prefeito, destruiu…

  • jronaldo disse:

    Ary,

    Melhor seria, então, construir novo teatro em outro local, a exemplo de que sugeri outrora, neste blog , seguindo a idéia do violonista santareno Sebastião Tapajós, como sendo, no antigo terreno abandonado onde situava-se a estação (antigo trapiche) da Celpa, na confluência dos rios Tapajós e Amazonas. Imagine que bela combinação resultaria.

    jronaldo

  • JORGE MORAES disse:

    é uma das brilhantes idéias emergentes do FEBEASAN festival de besteira que assola santarém !!!!!!!!!

  • Luiz Ismaelino Valente disse:

    Digo: por que não “Theatro Victoria” ou simplesmente “Teatro Vitória”?

  • Luiz Ismaelino Valente disse:

    Por que não “Teatro Victória” ou simplesmente “Teatro Vitória”?

  • Anônimo disse:

    Para esclarecimentos: o projeto existe há meses e não é nenhuma “assoprada” do MP, mas sim uma questão de sanar a necessidade do órgão para abrigar o projeto “MP e a Comunidade”, precariamente alojado no CAEC municipal (quente como o inferno)… O dinheiro é do Ministério Público, que, em troca da cessão do imóvel, reformará o antigo teatro. Aplaudamos a iniciativa, mas ela não é mérito da atual gestão local.

  • Luimar silva disse:

    Como????w 2 milhões?????, tão de brincadeira. vão investir tudo isso em um patromônio que a prefeitura faz questão de esquecer a anos, agora vem com essa de importancia na vida dos santarenos.
    Eu não acredito que isso vai acontecer, uma péssima adminsitração como a da Prefeita, que não investe a metade no que realmente precisa.
    Olha eu não me envergonho de ser santareno, mas de ter como governantes essas pessoas que não investe em nada pra trazer de investimento a população, nada de emprego, nada de investimento de industria. NADA, NADA, NADA.
    O povinho retrógrado

    1. Jeso Carneiro disse:

      E se esqueceu, Luimar, não deve investir, para continuar no esquecimento? Não entendi sua argumentação.

  • Marcos Roberto disse:

    Seria ótimo se todo esse dinheiro fosse realmente usado para o fim ao qual está sendo destinado, talvez por ser do MP até seja usado, mesmo assim é muito dinheiro para apenas 140 lugares, o ideal seria construir um novo teatro…

  • carlos algusto disse:

    Será que essa veba trazido pelo MP, é pra calar a boca de Maria, pois o MP,adias atraz denunciou, a Prefeita de STM,por desviar recursos público´ela foi a Belem quando voltou conseguiu trazer foi 2 milhões de reais e ainda mandou tirar seu nome da lista de denunciado do MP. não tem lei para essa mulher ou digo para os mensaleiros do PT.

  • Alexandre Pedroso disse:

    Foi uma boa iniciativa do MP, o projeto é bastante bonito!

  • ótimo disse:

    Gente… que otimo! isso seria um sonho! um grande avanço na vida cultral de Santarém!

  • Ary Rabelo disse:

    Louvável iniciativa. Mas pelo que ví na maquete, penso ser mais adequado chamar de “reconstrução” do que “restauração”, uma vez que não vejo muita coisa parecida com as fotos do antigo Teatro Vitória. Ademais o seu interior decerto não será igual. A não ser as paredes, o resto apenas simula as linhas arquitetônicas anteriores.
    O Prédio hoje está totalmente descaracterizado de suas formas originais, e um teatro para 140 lugares me deixa dúvidas quanto ao uso para este fim com lucratividade, indicando que servirá apenas para pequenas peças, e se foi esse o objetivo está correto.
    Para quem conhece aquele prédio, e pelo valor da obra, provavelmente só se aproveitarão as paredes externas, ou nada, isto devido sua estrutura. Então acredito que vão por abaixo tudo, reforçando o que disse antes: É uma “reconstrução”, não uma “restauração”.
    O DEPHAC – Departamento do Patrimônio Histórico, deve saber disso. Aliás esse órgão está aprovando projetos pseudamente chamados de restauração, quando na verdade há uma verdadeira descaracterização do patrimônio histórico, fazendo com percamos paulatinamente a lembrança das linhas históricas desses prédios.
    Mas enfim, pelo sim pelo não, é melhor esta Reconstrução que manter o atual prédio como está.

  • Eliseu drummond disse:

    Engraçado é que nas maquetes o asfalto das ruas é fora da realidade santarena.

  • Epaminondas disse:

    Com esse valor, poderiam construir um novo teatro pra Santarém. O predio do antigo Teatro Vitória ja está completamente desfigurado…não tem estacionamento…etc.