por Karlisson Eder da Cunha Lima (*)

10 Atitudes, Karlisson Cunha - Blog do JesoTanto se fala da crise na Saúde Publica do Rio de Janeiro que resolvi escrever um texto mostrando as 10 atitudes que precisam ser feitas para solucionar os problemas da Saúde pública do RJ e do Brasil.

Eis:

1) Suspensão da maioria dos gastos desnecessários realizados no Carnaval, Reveillon, Show de Artistas milionários, e etc.

2) Criação imediata de concurso público, nos moldes do Judiciário, para os trabalhadores da Atenção Básica e Urgência Hospitalar, fornecendo PISO SALARIAL, com progressão trabalhista e carreira de estado. Desta forma, existiria um interesse maior pelo trabalho público, proporcionando uma assistência contínua à população e uma aposentadoria digna ao servidor.

3) Participação do Governo FEDERAL no salário da Atenção Básica e das Urgências Hospitalares, evitando que os municípios pequenos fiquem com a responsabilidade total dos salários. Quem tem mais (União) gasta mais. Quem tem menos (Município) gasta menos.

4) Reajuste proporcional e justo da tabela SUS, com melhoria dos valores pagos aos procedimentos hospitalares. Isso incentivaria o convenio do SUS com a Rede Privada, desafogando assim os hospitais públicos lotados.

5) Criar um sistema de “voucher ou Cupons” para os usuários do SUS. Com esse método, o paciente que possui indicação de hospitalização ou atendimento fora da atenção primária, procuraria hospitais particulares para receber atendimento. Isso estimularia uma concorrência entre os serviços, melhorando os serviços realizados.

6) Caracterizar e punir como “crime hediondo” e sem direito a recurso aos gestores públicos envolvidos em desvio de verbas da Saúde.

7) Os cargos de Coordenação devem ser ocupados por funcionários efetivados através de concurso publico e não por indicação politica. Isso proporcionaria uma continuidade permanente das responsabilidades daquele setor, evitando assim a substituição de pessoas tecnicamente capacitadas por pessoas que não tem a menor noção do serviço.

8) Treinamento, capacitação e investimento em pesquisa científica na área da saúde, incentivando financeiramente as Secretarias de Saúde que permitem a formação acadêmica e técnica em suas instituições.

9) Criar uma espécie de “Ranking da Saúde”. Assim Teríamos como classificar os municípios e os estados, em uma escala de 0-10, identificado as melhores e as piores prestações de serviços públicos.

10) Proporcionar Bonificação, Gratificação e até mesmo premiação a todos os responsáveis pela fiscalização, corregedoria e Controle dos gastos e serviços públicos. Principalmente quando estes identificarem atos de corrupção envolvendo verba pública.

— – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – –

  • Santareno, é médico.
  • 168
    Shares

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

5 Comentários em: 10 atitudes para acabar com a crise da Saúde no Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • JPAU, PASSA PEROBA NELES disse:

    Antes disso tudo e outras coisas mais pra melhorar o atendimento à saúde, o Estado brasileiro precisa urgentemente melhorar a Educação Básica no Brasil da 1ª série até o 3º ano do Ensino Médio – cidadão educado e bem formado, raramente vive em filas de hospitais ou postos de saúde.

    1. Karlisson Eder da Cunha Lima disse:

      Estou de acordo. Educação é tudo. Os médicos e qualquer profissional reflete o reflexo da educação que receberam.

      1. Cidadão pai de aluno e ex-aluno de escola pública disse:

        Verdade mesmo… Tem muita gente que vive engrossando as filas pra consultas, exames, etc., ou mesmo superlotando Prontos socorros públicos. De fato pessoas sem boa formação escolar e familiar, vivem se acidentando no trânsito, principalmente por descumprirem a legislação de trânsito, dirigem embriagados, vivem se contaminando por agentes patológicos, muitos nem filtram a água que bebem, fazem sexo com qualquer pessoa sem camisinha, etc., daí…

  • Silva disse:

    Falta uma muito importante, que vem contribuindo há muito tempo para a piora da saúde no Brasil. Você chega no hospital e todos os profissionais estão lá trabalhando e cumprindo horário, desde o faxineiro, o enfermeiro, técnico do raio x, etc, mas geralmente o médico nunca está ou o plantão está incompleto.

  • Rosana Seixas Paixão. disse:

    Parabéns Dr. karlisson! Suas 10 atitudes realmente faz sentido. Já trabalhei com o senhor, e sei o quanto o senhor tem feito pela Atenção Básica em Santarém. Abcs.