De frentista a dono de posto: a meteórica trajetória de Benedito em Almeirim

Publicado em por em Almeirim

De frentista a dono de posto: a meteórica trajetória de Benedito em Almeirim
Almeirim, no Baixo Amazonas: epicentro de um novo escândalo político-financeiro. Foto: Ag.PA

Uma das linhas de investigação do Ministério Público em relação ao mais novo escândalo político-financeiro em Almeirim será desvendar a meteórica trajetória profissional de Benedito Duarte, frentista que virou um dos donos da Petrogas Comércio, a maior fornecedora de combustíveis para o governo da prefeita Lúcia do Líder (MDB).

Criada há quase 20 anos, a empresa pertence agora a 2 pessoas ligadas ao seu sócio fundador, Cleto Caldeira, ex-vereador e pai do atual vice-prefeito Karol Sarges (PTB).

O frentista Benedito Cardoso Duarte, 55 anos, é o sócio mais novo da Petrogas. Tornou-se dono em janeiro deste ano, no lugar de Patrick de Sousa Aguila, sobrinho do vice-prefeito.

Hoje, no papel, a empresa não tem qualquer vinculação com a família do sócio fundador, embora Almeirim inteira saiba que Cleto Caldeira é quem comanda os 2 postos de combustíveis da Petrogas – Sadam (filial) e Boa Viagem (matriz).

O outro sócio no papel é Olival de Jesus Lima Baia, 56 anos, que entrou na Petrogas no final de 2008, no lugar do sócio fundador.

Sobre esse caso, leia também: Gastos de Almeirim com combustíveis bate a marca dos R$ 4,5 milhões.

  • JC também está no Telegram. Siga-nos e leia notícias, veja vídeos e muito mais.


Publicado por:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.