Justiça decidirá se cassação de vereador da oposição em Curuá foi legal

Publicado em por em Curuá, Justiça, Política

Justiça decidirá se cassação de vereador da oposição em Curuá foi legal
O plenário da Câmara de Curuá cassou o mandato do vereador à unanimidade. Foto: Arquivo JC

Acionada, a Justiça irá se manifestar sobre a cassação do vereador oposicionista Raimundo Ariramba (Raimundo Brito Rabelo), do PP, aprovada pela Câmara de Vereadores de Curuá (PA) por suposta quebra de decoro parlamentar.

Ariramba, o 6º mais votado para o cargo na eleição de 2020 no município (256 votos), foi cassado pela Casa no último dia 6, à unanimidade, em uma articulação política comandada pelo prefeito Gica (Podemos).

O vereador teria, além de quebra de decoro, cometido “abuso das prerrogativas inerentes ao seu mandato”, conforme destaca o decreto legislativo assinado pelo presidente da Câmara, José do Óleo (Republicanos), um dia após a cassação.

O juiz Wilmar Macedo Júnior, de Alenquer, não acatou o pedido de liminar (decisão urgente) de suspensão da cassação feito pela defesa do vereador. Optou por, antes de decidir, ouvir a Câmara de Curuá.

Na semana passada (dia 7), José do Óleo (Josivaldo Ribeiro Moreira) se manifestou à Justiça sobre o caso. O Ministério Público também foi acionado pelo juiz para se posicionar.

A previsão é de que ainda essa semana deve sair a decisão do magistrado.

  • JC também está no Telegram. Siga-nos e leia notícias, veja vídeos e muito mais.


Publicado por:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.