Alcoa define patrocínio de R$ 300 mil para festival das tribos em Juruti

Publicado em por em Educação e Cultura, Juruti, Mineração

Alcoa define apoio de R$ 300 mil para o festival das tribos em Juruti
Portal das tribos Munduruku e Muirapinima em Juruti. Foto: Reprodução

Após 2 anos, Juruti (PA) vai voltar a viver o encanto, ritmo e o misticismo do imaginário amazônico por meio do Festribal. O evento reverencia os povos indígenas e sua relação com o meio ambiente. A edição 2022 será realizada nos dias 28, 29 e 30 de julho e contará com apoio da Alcoa com patrocínio no valor de R$ 300 mil, dividido para as apresentações das tribos Munduruku e Muirapinima.

“A tribo Munduruku está unida, focada, os torcedores estão se envolvendo, porque o povo de Juruti respira o festival e a nossa nação Munduruku está disposta a ajudar no que for preciso para a tribo voltar para arena como sempre foi, grandiosa, e com cara de campeã”, explica Alex Guedes, presidente da tribo Munduruku.

“E nós não temos medido esforços nos preparativos. Vamos iniciar nossa preparação com os ensaios e a finalização dos cantos tribais”.

Do lado da Muirapinima, a direção já destacou artistas e coreógrafos. “A Muirapinima está preparando um espetáculo gigantesco, nós estamos adaptando todo o projeto para que possamos nos adequar para fazer o Termo de Fomento. Quanto ao nosso trabalho artístico, estamos prontos, nossa comissão de arte apresentou um projeto para gente aí, no último evento no início do mês de junho”, garante Sandro Silva, presidente da tribo Muirapinima.

“O CD com os cantos tribais está em fase final, deve estar disponível nas plataformas digitais. Nossos artistas todos contratados, já estão sabendo do projeto alegórico, do nosso terreiro tribal, nossas coreografias, tudo montado. Nossos ensaios já devem iniciar e teremos o lançamento do CD dos cantos tribais para 2022, com uma nova roupagem”.

Patrimônio do Pará

José Haroldo, Gerente de Relações Institucionais da Alcoa Juruti, lembra que o apoio da empresa ao Festribal acontece desde o início das operações da mineradora em Juruti. O investimento ultrapassa R$ 1,4 milhão.

“O Festribal é Patrimônio Cultural do Pará. Para a Alcoa é um motivo de orgulho poder estar, mais uma vez, junto da comunidade honrando as tradições e a cultura dos povos indígenas da Amazônia”, disse.

Com informações da Alcoa

  • JC também está no Telegram. Siga-nos e leia notícias, veja vídeos e muito mais.


Publicado por:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.