Publicado em por em Monte Alegre, Ronda Policial

O inquérito transcorre sob sigilo

Inquérito apura denúncia de estupro praticado por vereador em Monte Alegre
Foto reprodução meramente ilustrativa

Aberto pela polícia civil em Monte Alegre (PA) um IPL (Inquérito Policial) que apura denúncia escabrosa: um suposto estupro que teria sido praticado por um dos integrantes que tem assento na Câmara de Vereadores.

— CONFIRA: Mansão de ex-prefeita foi um dos alvos da operação deflagrada pela PF em Almeirim.

O inquérito transcorre sob sigilo. A vítima seria uma menor.

A delegada Fabíola Rabelo é quem está à frente do caso. Ela tem 30 dias para concluí-lo. Mas pode pedir prorrogação desse prazo se achar necessário mais tempo para deixá-lo redondinho.

O crime de estupro é inafiançável.

A Câmara de Monte Alegre tem 15 vereadores, dos quais apenas 2 são mulheres.


Publicado por:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *