Nova operação da PF em Óbidos deve resultar em prisão na área da Saúde
Agentes da PF na operação Contraste em Óbidos

O Ministério Público Federal (MPF) e a Polícia Federal (PF) ainda se debruçam, com lupa à mão, nos documentos e todo material eletrônico apreendidos em Óbidos (PA) na operação Contraste, deflagrada há 20 dias e que tem como alvo a gestão do prefeito Chico Alfaia (PL).

Uma nova fase da Contraste não está descartada.

Desta vez para prisão (preventiva ou temporária) de servidores e ex-servidores públicos da área da Saúde, assim como empresários que venderam produtos médicos hospitalares à prefeitura nos anos de 2017 e 2018.

 

Somente para 5 empresas, conforme levantamento feito pelo Blog do Jeso, o prefeito Chico Alfaia pagou quase R$ 800 mil reais em 2017. A maior fatia foi abocanhada pela Allgreens Hospitalares, que ficou com mais de 50% desse total.

A linha de investigação da PF é se os valores que foram efetivamente pagos aos fornecedores resultou em produtos recebidos e distribuídos à população – no caso dos medicamentos – pela Semsa. Ou se a expedição de notas fiscais à época foi só manobra para desviar recursos públicos.

Nos dois primeiros anos do governo Chico Alfaia, 2 secretários dirigiram a Semsa (Secretaria Municipal de Saúde): Melina Braga e Moisés Portela, ambos já interrogados pela PF. A pasta é atualmente comandada por uma odontóloga, Nathália Rodrigues.

Prisão

Nem MPF, nem PF têm prazo para analisar o conteúdo do material apreendido na operação Contraste. É só depois desse serviço é que será avaliada a necessidade de novo desdobramento da operação.

A prisão de envolvidos no suposto esquema — uma quadrilha da qual Chico Alfaia faz parte, segundo o vereador Preto Sousa (PSD) — não está descartada. Nesse caso, será feito o pedido ao juiz da 1ª Vara Federal em Santarém, Domingos Daniel Filho.

Foi ele que determinou a busca e apreensão, solicitada pelo MPF e executada por agentes da PF, no início deste mês (dia 5) em diversos setores da Semsa em Óbidos.

— Leia também sobre o caso:

 

Contraste 2 | Vereador que denunciou “quadrilha” da Saúde em Óbidos se aliou ao prefeito

Ex-secretária de Óbidos acusa prefeito de calúnia, e diz que não cometeu ato ilegal

Não quer calar. Quem acertou: Melina Braga ou Preto Sousa?

‘Odebrecht’ de Chico Alfaia, Allgreens sumiu de Óbidos após ser denunciada ao MPF

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

4 Comentários em: Nova operação da PF em Óbidos deve resultar em prisão na área da Saúde

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *