Do leitor Solano Lira, sobre o post O “Não e Não” da intolerância:

O opressor lema da campanha revela algo que poderia ser compreendido aparentemente como infantil, a reproduzir certa fala de determinada fase da vida. Poderia, mas não é.

Tem outro sentido expresso pelos vocábulos que nada dizem em essência: duas negativas unidas por um conectivo aditivo, como se não houvesse saída ou possibilidade de diálogo, algo que asfixia e impossibilita qualquer pessoa de se comunicar.

Para mim, reproduz bem a precária interlocução entre a capital e o interior.

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

Um comentário em: Interlocução precária

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *