Leitor parabeniza posicionamento da associação dos juízes do Pará

Do leitor Mário Printes sobre o post Em nota, associação repudia ‘pressões externas’ ao juiz do caso dos brigadistas de Alter do Chão:

Parabéns à associação, pois, ultimamente qualquer organização que, se acha defensor da Amazônia e que, vem para a região, para se aproveitar da carência de informação dos caboclos amazônidas, se arvora de heróis defensores, vivem em orgias com dinheiro adquirido por pessoas que, sem conhecer o “comportamento do ditos defensores”, para, causar danos ao meio ambiente e as famílias de amazônidas.

É necessário que não só a polícia civil, mais o MP/ESTADUAL, aprofundem as investigações que, terão bons resultados sobre a verdade, de muitos desses grupos.

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

4 Comentários em: Leitor parabeniza posicionamento da associação dos juízes do Pará

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Jose roberto dos Santos disse:

    Ei jeso, quem é esse Mario Printes no jogo do bicho pra merecer esse destaque no teu blog? Com que autoridade ele fala? Qual foi o estudo que ele fez? Que provas ele tem do que fala? E cada uma.

    1. Pedro disse:

      Até agora não entendi porque houve a intervenção do Governo e a Justiça libertou os acusados em menos de 48 h. Quem está com a razão, as ONGs ou o Estado?

      1. Raimundo Silva disse:

        Ou o Estado (governador) tem participação junto com as ONGs? Não sou bom de Direito, mas de matemática sei que 15 dias têm 360 horas e não 48. O bem e a verdade sempre vencem.

    2. Rafael Grehs disse:

      Para quem não sabe o dr. Mário Printes é renomado defensor público, hoje aposentado, salvo se existir um homônimo. Quando estava na ativa atuava em questões ambientais, envolvendo assistidos da defensoria pública. Possui vasto conhecimento da região amazônica, tanto técnico como empírico, devido às inúmeras décadas de labuta na região. Domina de forma eloquente não só o direito, como matérias afins.
      Participou de inúmeros cursos e eventos envolvendo questões ambientais, inclusive em outros estados da federação.
      Por fim, informo que tive o prazer de trabalhar com o mesmo, no município de Oriximiná, situação que foi de grande valia para a minha carreira.