Publicado em por em Crônica

“[Apolinário]… perambulava pela Praça da Matriz, engraxate, perspicaz, olhos de lince, robusto, negro…”

O disparo ardeu em Manoel, engraxate da Praça da Matriz. Por Edibal Cabral
Manoel Apolinário, artista plástico morto no dia 1º. Foto: Arquivo pessoal

“… eu estava ligado nele, vi quando o Darlan se aproximou dele… e disse: – Não vai estragar a festa, guarda essa arma. Foi isso que ouvi, depois o disparo, aquilo ardeu, feriu, porém mantive a calma e perdoei aquele individuo alcoolizado, drogado, louco por vingança”.

Era um domingo pela manhã bem cedinho, sol raiando, sentado estrategicamente à porta de entrada em uma cadeira com os pés em outra, lençol cobrindo do tronco aos pés.

 

Alegria estampada no rosto quando emergi, já fazia alguns meses que não nos encontrávamos. Na última vez, questionei o por quê de ter colocado aquele monstrengo na frente da cidade ao lado do trapiche, escondendo a paisagem das minhas lembranças.

Quando eu o conheci, perambulava pela Praça da Matriz, engraxate, perspicaz, olhos de lince, robusto, negro, humilhado, inteligente, capaz.

Conhecia todos que moravam no centro da cidade e que circulavam ao redor da Praça da Matriz, mercado municipal e  foi aí que conheceu Zé Azevedo, Zé Cangoia, que o acolheu como um filho e passou a morar, trabalhar e aprendeu as artes em geral.

Irrequieto, artista, foi à procura de outras aventuras ergueu, caiu, conquistou, criou, irreverente, maluco, respeitador, Manoel, Manoel…


— * Edibal Carvalho Cabral, santareno, é advogado.

LEIA também: Leia o depoimento de Apolinário à polícia sobre o tiro que levou de Sandro Carvalho


Publicado por:

2 Comentários em O disparo ardeu em Manoel, menino negro da Praça da Matriz. Por Edibal Cabral

  • Meu advogado de responsa! Cronista de mão leve e sútil ! O Apolinário foi tudo de bom! e viveu sua lliberdade do bem!

  • Excelente texto Dr. Edibal.

    Conheci o Apolinário na Pastoral do Menor, sempre irrequieto…..
    Presenciei Seu crescimento….
    Seu talento atravessou o oceano.
    Meu Amigo, descanse em Paz. Você não passou em branco nesta vida.
    João David.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.