Negociação de moedas em tempos difíceis e voláteis

Os mercados de câmbio, também conhecidos como Forex, foram abalados (como o resto dos mercados) nos últimos meses devido ao coronavírus, que não deu trégua à economia mundial.

No entanto, alguns investidores ou comerciantes especializados podem se sentir mais atraídos por eles do que pelos mercados tradicionais. Uma das principais razões para esta preferência pode ser a conveniência que oferecem para o comércio remoto e imediato em mercados altamente líquidos.

Além disso, os comerciantes podem investir maiores quantias de dinheiro do que as disponíveis através de alavancagem. Isto permite multiplicar os lucros potenciais, mas também é uma prática arriscada que pode levar a perdas muito grandes devido ao alto risco de negociação com alavancagem.

Os participantes dos mercados Forex devem se manter informados sobre desenvolvimentos econômicos, políticos e sociais que possam afetar seus interesses.

Por exemplo, a cotação da libra esterlina dependerá de dados macroeconômicos —Produto Interno Bruto, população desempregada, índices de preços e atividade industrial, etc.— assim como de perspectivas futuras e outros fatores que são estudados através de várias análises de mercado.

Outra possível atração dos mercados Forex para traders profissionais pode ser a alta volatilidade dos ativos — as moedas — e os pares que são negociados. No entanto, como com a alavancagem, este recurso também pode ser uma desvantagem.

Comerciantes menos experientes podem ficar presos à volatilidade e serem arrastados para grandes perdas. Portanto, antes de entrar no mercado Forex, é necessário estudar como o mercado funciona e os fatores que influenciam seus altos e baixos.

Uma verdadeira alternativa para os mercados de ações

Alguns estudos recentes estimam que mais de 6 mil milhões de dólares são negociados nos mercados Forex todos os dias. Isto é uma prova da extrema liquidez desses mercados, que ultrapassam em muito os mercados de ações tradicionais nesse aspecto.

O ano 2020 está cheio de contratempos sociais e econômicos. As bolsas de valores sofreram perdas durante as primeiras semanas da pandemia do coronavírus e ativos sólidos, como o petróleo, caíram para mínimos históricos nos últimos meses.

Os mercados Forex são outra opção alternativa mas sem esquecer os riscos dos mercados Forex, que também estão altamente expostos à volatilidade e podem causar perdas importantes, conforme indicado acima.

Para entrar no mundo do Forex precisa estudar e entender como os mercados funcionam para minimizar o risco de perder os fundos investidos.

Negociação: o que você precisa nos mercados Forex?

Escolher um corretor seguro e confiável: é importante escolher um corretor regulamentado e confiável, pois ao depositar nosso dinheiro precisamos de garantias de que o uso que lhe será dado será aquele que queremos. Além disso, devemos comparar as exigências, condições e promoções oferecidas por cada corretor. Temos que encontrar o equilíbrio entre as melhores condições e a segurança de nossos fundos.

Saber como funcionam os mercados: antes de investir você deve estudar em profundidade como funcionam os mercados Forex, em que condições pode abrir e fechar operações, que opções estão disponíveis para evitar perdas na medida do possível em operações abertas, etc. Fatores fundamentais para a gestão adequada de nossos fundos, minimizando os riscos.

Esteja atento às notícias e informações: já dissemos que notícias e eventos com repercussões econômicas afetam muito os mercados Forex. Portanto, é necessário conhecer essas notícias quando elas ocorrem, estar atento aos calendários de eventos importantes e saber decifrar os movimentos do mercado e também os de outros investidores.

Não invista mais do que você pode perder: isto é especialmente importante se você for negociar com alavancagem. Embora possa ser uma opção atrativa para os traders experimentados que pode ajudar a multiplicar os retornos potenciais sem investir muito dinheiro diretamente, ela carrega um risco muito alto de incorrer em perdas importantes de capital. É por isso que você deve calcular quanto dinheiro você pode perder sem sofrer a falência antes de fazer tais operações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *