Ministro do STF, Fachin anula todos os processo de Lula em Curitiba

O ministro Edson Fachin concedeu habeas corpus para declarar a incompetência da 13ª Vara Federal de Curitiba para julgar quatro processos que envolvem Lula –o do triplex, o do sítio de Atibaia, o do Instituto Lula e o de doações para o mesmo instituto. A informação é da Folha de S. Paulo.

Na decisão, Fachin afirma que, como corolário da incompetência, ele declara a “nulidade” dos atos decisórios, inclusive do recebimento das denúncias contra Lula.

 

Diz que os autos devem ser remetidos para a Justiça do Distrito Federal. E que caberá ao “juízo competente decidir acerca da possibilidade da convalidação dos atos instrutórios”, ou seja, de depoimentos e de coleta de provas.

Ele declara ainda a perda de objeto de dez habeas corpus impetrados pela defesa que questionavam a conduta da Justiça – inclusive a suspeição de Moro.

— LEIA também: Requerimento provoca chilique no presidente da Câmara de Óbidos; veja o vídeo

O habeas corpus agora contemplado por Fachin foi apresentado pelos advogados Cristiano Zanin e Valeska Martins em 3 de novembro de 2020.

Consultada, a defesa de Lula diz que está tomando ciência da decisão no STF e depois vai se manifestar.

O ministro não atendeu às chamadas da coluna.

Leia o trecho da decisão publicada no site do STF:

“Ante o exposto, com fundamento no art. 192, caput , do RISTF e no art. 654, § 2º, do Código de Processo Penal, concedo a ordem de habeas corpus para declarar a incompetência da 13ª Vara Federal da Subseção Judiciária de Curitiba para o processo e julgamento das Ações Penais n. 5046512-94.2016.4.04.7000/PR (Triplex do Guarujá), 5021365-32.2017.4.04.7000/PR (Sítio de Atibaia), 5063130-17.2018.4.04.7000/PR (sede do Instituto Lula) e 5044305-83.2020.4.04.7000/PR (doações ao Instituto Lula), determinando a remessa dos respectivos autos à Seção Judiciária do Distrito Federal. Declaro, como corolário e por força do disposto no art. 567 do Código de Processo Penal, a nulidade apenas dos atos decisórios praticados nas respectivas ações penais, inclusive os recebimentos das denúncias, devendo o juízo competente decidir acerca da possibilidade da convalidação dos atos instrutórios. Considerada a extensão das nulidades ora reconhecidas, com fundamento no art. 21, IX, do RISTF, declaro a perda do objeto das pretensões deduzidas nos habeas corpus 164.493, 165.973, 190.943, 192.045, 193.433, 198.041, 178.596, 184.496, 174.988, 180.985, bem como nas Reclamações 43.806, 45.948, 43.969 e 45.325. Junte-se cópia desta decisão nos autos dos processos relacionados, arquivando-os. Comunique-se a Presidência do Supremo Tribunal Federal, perante a qual tramita o ARE 1.311.925. Publique-se. Intime-se. Brasília, 8 de março de 2021.”

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

8 Comentários em: Ministro do STF, Fachin anula todos os processo de Lula em Curitiba

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Nieraldo disse:

    Suprema Corte impactante. Representante maximo da Justiça brasileira

  • Ronilson Uchôa disse:

    BOLSONARO REELEITO!!!. Quanto mais perseguem é pior.

  • Jodinaldo Taveira disse:

    Essa é a justiça do brasil. Justiça do Brasil transforma Lula no heroi nacional vitima das elites

  • Verialdo disse:

    Em dezembro de 2018 o STF determinou a soltura de todos os presos por condenação em segunda instância que naquele momento beneficiava Lula.
    E ano passado STF mandou soltar um dos chefões do narcotrafico internacional. André do Rap, um dos poderosos do PCC

  • Jamil Kossab disse:

    FAKE. O MINISTRO ANULOU AS CONDENAÇÕES, NÃO OS PROCESSOS.

    1. Jeso Carneiro disse:

      As condenações estão contidas nos 4 processos, logo esses processos estão anulados. Questão de lógica, Jamil Fake.

  • Veriane disse:

    O STF soltou o traficante do PCC André do Rap um dos criminosis mais perigosos. Comandava organizaçao criminosa. Tambem anulou processos contra varios outros traficantes do jogo do bicho no rio de janeiro acusadoa de assassinatos

  • Manuel disse:

    Agora que o BolsoAsno, que já é doido enlouquece de vez.