PF deflagra nova fase da operação Q.I. no Pará; 4 desembargadores são alvos

Publicado em por em Justiça, Pará

PF deflagra nova fase da operação Q.I. no Pará; 4 desembargadores são alvos
Hoje (5), a PF deu continuidade à operação Q.I. no Pará. Foto: Reprodução

A PF (Polícia Federal) dá prosseguimento nesta sexta-feira (5) à operação Q.I. (Quem Indica), em Belém (PA), cumprindo novos mandados de busca e apreensão no TJPA (Tribunal de Justiça do Pará), informa o jornalista Olavo Dutra.

Os alvos desta vez são os gabinetes dos desembargadores Ronaldo Vale, Nazaré Saavedra, Maria Edwiges e José Roberto Maia Bezerra Júnior.

Ontem (4), agentes da PF estiveram praticamente a tarde inteira na Secretaria de Informática do TJPA, quando foi deflagrada a primeira etapa da Q.I.

A operação foi autorizada pela ministra Nancy Andrighi, do STJ (Superior Tribunal de Justiça), a pedido do Ministério Público Federal.

Alvos de ontem

Nesta quinta-feira, os alvos foram os desembargadores Rômulo José Ferreira Nunes, Ricardo Ferreira Nunes, Maria de Nazaré Silva Gouveia dos Santos e Vânia Lúcia Carvalho da Silveira, além de servidores lotados na Procuradoria-Geral do Estado e na Secretaria de Estado Cultura. 

As investigações em curso também atingem residências de servidores estaduais relacionados à operação, cujo nome, segundo a PF, remete à sigla informal “Quem Indica”, em substituição à sigla original “Quociente de Inteligência”.

Quem indica é expressão utilizada para expressar a prevalência das referências e indicações baseadas nas relações pessoais e de amizade em detrimento do currículo, conhecimentos formais e habilidades de candidatos postulantes a uma vaga de trabalho, circunstância que fere os princípios da administração pública.

A investigação teve início a partir da análise do material apreendido na operação Para Bellum, ocorrida em junho de 2020 e que apurou fraudes na compra de respiradores pulmonares pelo Governo do Pará.

Confira a íntegra da decisão da ministra Nancy Andrighi, que avalizou a operação Q.I. no Pará.

  • JC também está no Telegram. Siga-nos e leia notícias, veja vídeos e muito mais.


Publicado por:

Uma comentário para

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.