Saiba por que a Justiça negou recursos bloqueados do IPG para a Golden

Publicado em por em Justiça, Santarém, Saúde

Saiba por que a Justiça negou recursos bloqueados do IPG para Golden
Hospital de Campanha de Santarém, gerido pelo IPG no pico da pandemia da cvid-19. Foto: Arquivo JC

Um credor do IPG (Instituto Panamericano de Gestão) não conseguiu receber qualquer centavo da Justiça no rateio de parte do desbloqueio de verbas públicas determinado e pago ontem (29) por ordem do juiz Claytoney Ferreira, de Santarém (PA).

Trata-se da Golden Vida Serviços Médicos Ltda, empresa de apoio à gestão pública criada em 2018 e com sede na cidade.

Não recebeu por que ela teria reconhecido débitos de alimentação, hospedagem, transportes que não estavam previstos no contrato de prestação de serviços médicos fechado com ao IPG, conforme relato do Ministério Público do Pará, via promotor Diego Belchior Santana.

O magistrado acatou o pedido do MPPA. O IPG foi que geriu o HCS (Hospital de Campanha de Santarém) no decorrer do pico da pandemia da covid-19.

Na audiência desta quarta-feira, a Golden Vida também se posicionou contra o pagamento dos médicos. Alegou que ela é que tinha nada firmado com o IPG – e não os médicos, ligados contratualmente à Golden.

Por conseguinte, os médicos não teriam, portanto, qualquer ligação nem com o IPG e muito mesmo com o Governo do Pará.

Esse argumento, contudo, não foi acatado por Claytoney Ferreira. E os médicos acabaram recebendo a dívida que lhes era devida.

  • JC também está no Telegram. Siga-nos e leia notícias, veja vídeos e muito mais.


Publicado por:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.