Sargento do GTO acusado de participar de assalto a posto de combustível é absolvido
Sargento Gildson, do GTO em Santarém

Um sargento da PM lotado em Santarém (PA), e que faz parte da unidade especial denominada GTO (Grupo Tático Operacional), foi absolvido da acusação de fazer parte de uma quadrilha especializada em assaltos, entre os quais postos de combustível e lotéricas.

A sentença de absolvição de Gildson dos Santos Soares foi proferida na sexta-feira (23) pelo juiz Alexandre Rizzi, da 1ª Vara Criminal de Santarém. Na manhã desta segunda-feira (26) ela foi publicada.

 

“A condenação criminal só é admissível quando, durante a instrução criminal, venham a se evidenciar elementos que façam certa a imputação, não cabendo no processo penal ao acusado o ônus de provar sua inocência, que é sempre presumida”, explicou o magistrado na sua sentença de 6 páginas.

“Tal tarefa, aqui, não foi feita a contento pela acusação [o Ministério Público do Pará]”.

Falta de provas

Sem provas contra os 5 réus arrolados na ação criminal, de fevereiro de 2013, Alexandre Rizzi invocou o artigo 386, inciso VII, do Código de Processo Penal, para absolvê-los por falta de provas suficiente para condenação.

Além do sargento do GTO, foram absolvidos:

Josimar Rui Pinho da Silva; Jackson Douglas Mendes Mota, Marcos Jonatas Araújo da Silva e Availson Silva Ferreira.

 

O MP pode recorrer contra a sentença em segunda instância (Tribunal de Justiça do Pará).

Leia a íntegra da sentença de Rizzi.

Contra o sargento Gildson há outros processos em tramitação na Justiça em Santarém. Entre os quais, por homicídio qualificado e tentativa de homicídio qualificado.

Foram todos ajuizados pelo MP no ano passado.

Sargento chegou a ser preso

Ele chegou a ser preso, e transferido para o presídio de Santa Izabel, na Regiõa Metropolitana de Belém. Mas graças a um habeas corpus expedido pelo TJ do Pará foi liberado e cumpri medidas cautelares.

Ele está proibido de andar armado e foi retirado da linha de frente do Grupo Tático Operacional.

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

2 Comentários em: Sargento do GTO acusado de participar de assalto a posto de combustível é absolvido

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *