Tribunais estaduais ignoram CNJ, e não divulgam salários de magistrados, CNJ

Até ontem, 11, 26 tribunais do país ainda não tinham enviado ao CNJ (Conselho Nacional de Justiça) o detalhamento da folha de pagamento de novembro dos magistrados, segundo a última atualização do órgão. A informação é do site Poder360.

O prazo dado aos 90 tribunais pela presidente do Conselho e do STF (Supremo Tribunal Federal), a ministra Carmén Lúcia, terminou na última 5ª feira.

De acordo com a magistrada, caso a determinação não fosse cumprida, acionaria oficialmente órgãos. Até a publicação desta reportagem nada foi feito.

A presidente do CNJ determinou em agosto que o órgão começasse 1 “pente fino” nas folhas de pagamento de todos os magistrados do país.

A medida foi tomada após o surgimento de suspeitas de irregularidades a 84 juízes do Tribunal de Justiça de Mato Grosso.

Entre eles, o juiz Mirko Vicenzo Giannotte, que recebeu R$ 503 mil em julho. Ao Poder360, Giannotte defendeu adicionais ao salário por situações como uma emboscada com jararaca.

Desde então, tribunais de Justiça de todos os Estados devem enviar ao conselho cópias do contracheque dos magistrados 5 dias após a liberação do pagamento mensal.

Leia também:
Noruega reduz pagamento para o Brasil proteger a floresta amazônica

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *