Professora morre quando os casos de coronavírus em Santarém chegam a 6.730
Eduardo e sua esposa Ninfa: professora vítima da doença. Foto: Arquivo pessoal/Facebook

No dia em que Santarém, no oeste do Pará, registrou 6.730 casos confirmados de covid-19, dos quais 321 resultaram em morte, foi anunciado o falecimento de Maria Ninfa Pinto, professora, ocorrido na madrugada desta terça-feira (28).

Esposa do advogado Eduardo Fonseca, a professora morreu em consequência do novo coronavírus.

 

“Lamento informar que por volta de 00h15, de hoje, minha esposa faleceu vítima da Covid-19. Professora Ninfa, como era conhecida nos colégios que lecionou: Almirante Barroso, Rodrigues dos Santos, Dom Amando, Júlia Passarinho, Terezinha Rodrigues e Sesi. Por recomendações sanitárias o velório será exclusivo para os familiares”, publicou nas redes sociais o esposo.

De acordo com a Semsa (Secretaria Municipal de Saúde), em boletim epidemiológico liberado às 20h30 de ontem, a nova atualização acrescentou 226 casos positivos para a doença, “todos [detectados] por testes rápidos”.

Do total 6.730 casos, 5.575 foram recuperados – o equivalente a quase 83%.

“Existem 5.575 pessoas recuperadas, 321 óbitos, 4.751 resultados negativos, 55 análises, 2.389 notificados/monitorados, e 26.616 monitorados já recuperados”, detalhou a Semsa.

LEIA também: Senador acusa Bolsonaro de usar verbas da covid-19 como moeda de troca

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

4 Comentários em: Professora morre quando os casos de coronavírus em Santarém chegam a 6.730

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *