Cadastro anual de sojicultores no Pará encerra no final de março, plantação de soja

Produtores de soja dos 114 municípios paraenses têm até o dia 30 de março para fazer o cadastramento anual do plantio da espécie.

A exigência é da Adepará (Agência de Defesa Agropecuária do Pará).

O objetivo planejar e implementar ações para prevenção e controle de doenças e pragas, além de garantir o monitoramento da cultura.

O cadastro é obrigatório para 379 propriedades produtoras de soja.

O sojicultor deve comparecer ao escritório da Adepará no município onde está localizada sua unidade produtiva, ou no escritório mais próximo, para informar todos os dados solicitados no cadastro anual.

A Adepará esclarece que a confirmação das áreas plantadas é pré-requisito para adoção de medidas de Defesa Sanitária Vegetal, principalmente no período de vazio sanitário.

O produtor que não efetivar o cadastro ficará sujeito às penalidades previstas na Lei de Defesa Vegetal 7.392/2010.

Os maiores produtores de soja no Pará são os municípios de Paragominas, Santana do Araguaia e Ulianópolis, segundo dados da Fapespa de 2015.

Com informações da Agência Pará e redação

Leia também:
Brasil pode virar maior produtor de soja do mundo em 2019

  • 6
    Shares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *